Mesmo otimista com a própria situação financeira, brasileiros da alta renda têm medo de perder dinheiro com crises econômicas ou investimentos equivocados

Estudo demonstra tendência ao perfil conservador nos investimentos e pouca diversificação nas escolhas de ativos

 

Os brasileiros de alta renda, em sua maioria, se dividem entre a confiança e o medo quando o assunto é futuro financeiro. Pesquisa Itaú Personnalité: Brasileiros e a alta renda, realizada pelo Instituto Locomotiva, revela que embora eles estejam bastante otimistas com as próprias finanças atualmente, considerem ter conhecimento suficiente para tomar decisões sobre investimentos e sintam-se preparados para a aposentadoria, ainda manifestam medo expressivo de perder dinheiro e/ou patrimônio com aplicações malsucedidas, crises econômicas ou golpes na internet.

 

Dentre os pesquisados, 59% assumem ter receio de errar na escolha dos investimentos, 68% temem perder dinheiro com crises econômicas e uma parcela ainda maior, 71%, admite ter medo de sofrer algum golpe na internet – especialmente entre pessoas com mais de 50 anos (73%). As inseguranças e tensões em relação ao dinheiro identificadas na pesquisa se traduzem em escolhas mais conservadoras. Quase 8 em cada 10 entrevistados (77%) declaram ter entendimento suficiente de finanças para decidir sobre o seu futuro financeiro, mas a maioria ainda se apega a investimentos de menor risco e diversifica pouco.

 

A renda fixa está na primeira posição entre os ativos preferidos pelos investidores entrevistados. Em segundo lugar estão investimentos em ações – puxados pelo público que se declara arrojado. Na sequência aparecem poupança, fundos de investimentos e fundos imobiliários. O nível de diversificação também é baixo: entre os homens, apenas 29% dizem ter cinco ou mais ativos em carteira. Entre as mulheres, o número ainda é menor: 24%.

 

“Observamos algumas contradições entre a autopercepção e a prática, mas uma imensa oportunidade de ampliar a educação financeira mesmo entre os brasileiros de alta renda”, diz o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles.

 

“O cliente de alta renda geralmente tem uma vida financeira mais complexa em função das suas conquistas e objetivos para o presente e o futuro e possui pouco tempo em função do estilo de vida profissional e pessoal. Mesmo com esse cenário, é um cliente que busca autonomia na gestão das próprias finanças, mas valoriza uma assessoria especializada – e sobretudo isenta – visando ampliar a rentabilidade com segurança e garantir seus planos para um futuro mais tranquilo. No Itaú Personnalité, entendemos que o gerente e o especialista de investimentos são essenciais para a construção de um relacionamento de confiança e de longo prazo, orientando e apoiando o cliente nas melhores decisões da sua vida financeira e assessorando nos planos de futuro”, pontua Adriana Santos, diretora do Itaú Personnalité.

 

De olho no futuro

Para 93% dos brasileiros de alta renda, ter planos ou objetivos financeiros futuros bem definidos é fundamental e a maioria declara que se organiza para cumpri-los, embora, na prática, apenas 20% façam o que é considerado um alto planejamento financeiro.

 

Entre as prioridades, estão a formação de reserva financeira para emergências (para 44% dos entrevistados), formação de reserva para a aposentadoria (41%), construir patrimônio (40%) e deixar patrimônio para a família (35%). Garantir um futuro mais estável é uma das principais metas do planejamento financeiro da alta renda, mas a preocupação latente com o curto prazo também chama atenção: 49% declaram que fazer uma viagem ou passeio está entre os seus principais objetivos financeiros.

 

Esse fato diretamente relacionado a uma mudança de atitude, principalmente pós pandemia, observada na fase qualitativa do estudo como um ponto de inflexão importante: a alta renda vive um momento de “reajuste” e “reposicionamento” de perspectivas sobre a vida. Entre os entrevistados, 65% dizem ter passado a valorizar muito mais a qualidade de vida após o período de confinamento, recalibrando a relação com trabalho, tempo e dinheiro. “Aqui vejo a maior oportunidade e nosso papel de assessorar o cliente em todo relacionamento, deixando tempo livre para que cuidem do que verdadeiramente importa na vida. Somos, acima de tudo, especialistas em planejamento e rentabilidade, e queremos estar ao lado dos clientes em toda sua jornada. Nosso banco é um lugar para ajudar a dar leveza ao presente, realizar sonhos e pensar no futuro, com excelência e experiência que cada cliente espera, seja ela humana ou digital”, finaliza Adriana.

Metodologia

A pesquisa Itaú Personnalité: Brasileiros e a alta renda, realizada pelo Instituto Locomotiva, teve abrangência nacional, utilizou os métodos quanti e qualitativo por meio de questionários de autopreenchimento e grupos de discussão. Foram entrevistadas 1.216 pessoas com mais de 18 anos e com renda pessoal mensal acima de R$ 10 mil.

 

Em comemoração ao aniversário de Curitiba, Uber revela hábitos curiosos de consumo na cidade

Nessa semana, Curitiba completa 331 anos, e para comemorar o aniversário da cidade que possui cultura de consumo única, influenciada por sua população diversificada, a Uber revela hábitos curiosos dos munícipes. Além de itens peculiares adquiridos na aba Mercado e Varejo do app, veja o ranking dos produtos preferidos dos curitibanos.

 

Sempre em clima de comemoração e não deixando o aniversário passar em branco, cerveja é um item muito importante para os curitibanos. A bebida de fermentação Puro Malte é a mais pedida da cidade e, das cervejas vendidas esse ano, a quantidade é superior que a capacidade de público do estádio Arena da Baixada – com porte para 42 mil pessoas, contra 60 mil cervejas vendidas só no primeiro trimestre de 2024.

 

Outro dado curioso é que as pessoas em Curitiba comem mais queijo que as de Belo Horizonte, capital do estado que mais consome e produz o queridinho e famoso “queijo minas”. E, falando no derivado do leite, “leite” foi uma palavra pesquisada 12 mil vezes pelos curitibanos.

 

Formada por povos de diferentes nacionalidades e culturas, os hábitos de consumo dos curitibanos estão em constante evolução e, nos últimos anos, sendo impactados pela tecnologia, já que cada vez mais as compras online e serviços de entrega vêm sendo utilizados.

 

Confira abaixo a lista dos itens mais pedidos na aba Mercado e Varejo da Uber em Curitiba:

  • Bebidas alcoólicas: cerveja e uísque.
  • Frutas: banana e maçã.
  • Vegetais: batata e cenoura.
  • Bebidas não alcoólicas: refrigerantes, sucos e água
  • Leite

5ª edição da Old & Low Car Curitiba começa nesta quinta-feira (28)

O maior evento automotivo do sul do país acontece no Centro de Eventos Positivo, no Parque Barigui, no Feriado de Páscoa, entre os dias 28 e 31 de março

Um dos maiores eventos automotivos do sul do país está chegando. Começa nesta quinta-feira (28), no Feriado de Páscoa, no Centro de Eventos Positivo, no Parque Barigui, a 5ª edição da Old & Low Car Curitiba, que reunirá, em um só local exposição de carros antigos, carros de colecionadores, além de feira de negócios e atrações para toda a família. As novidades deste ano vão para duas novas áreas criadas no evento, que são a área Racing e área Geek. Outro destaque é a exposição de itens do ícone do automobilismo mundial, o piloto brasileiro Ayrton Senna, que completa neste ano 30 anos de sua morte.

A Old & Low Car proporcionará uma experiência completa para os visitantes pois além da mostra de carros de diversas épocas e culturas automotivas, haverá uma variedade de produtos e serviços relacionados ao mundo automobilístico. Os visitantes poderão desfrutar de shows de Wheeling de manobras de motos, e aproveitar setores dedicados à beleza feminina e ao entretenimento infantil.

Nesta edição o destaque vai para a área racing que vai contar o 1º Campeonato de Simulador aberto ao público, e contará com a participação do Kartódromo Kart Park em um stand para expor e apresentar a pista de kart mais antiga do Brasil, e ainda a área geek, dedicado a este universo da cultura popular voltado à ficção científica, fantasia, jogos, quadrinhos e tecnologia especialmente dos anos 80 e 90.

Outro ponto de destaque no evento, é que os visitantes terão a oportunidade de apreciar diversos itens desse acervo pessoal, que incluem roupas, acessórios e peças que contam a história do campeão da Fórmula 1 e ainda uma réplica da McLaren, onde o lendário piloto foi tricampeão mundial. Entre os itens expostos estarão jaquetas, sapatilhas, luvas, capacetes, estátuas, quadros e miniaturas de carros de corrida, proporcionando uma imersão completa na trajetória do ídolo.

Para os entusiastas de negócios, a feira automotiva apresentará lançamentos e comercialização de produtos, incluindo uma área específica para estética automotiva a Auto Detalhe, que oferece cursos de polimento e um Campeonato de Detalhamento, no qual equipes competirão para determinar quem deixa um carro em melhor estado.

Além disso, o evento terá pelo quarto ano consecutivo com um feirão de carros novos e seminovos em parceria com feirão do Grupo Barigui com a Renault Barigui, Ford Barigui e Nissan Barigui garantindo uma variedade de opções para os interessados em adquirir um veículo.

O evento contará também com o Encontro de Clubes e Colecionadores, reunindo os apaixonados por carros para compartilhar suas histórias e paixões.

Durante o evento, os visitantes poderão conferir um espaço dedicado à exposição de um dos maiores colecionadores mundiais de itens de Ayrton Senna. Prestigiando o piloto brasileiro, que será homenageado durante a Old & Low Car Curitiba, no ano que completa 30 anos de sua morte.

Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente pelo valor de R$ 30,00, pelo link https://www.meuipay.com.br/ingresso/#/oldlowcar/ingressos

 

Moda e beleza, smartphones e eletroeletrônicos são os itens mais procurados na Semana do Consumidor, segundo levantamento da LWSA

As ofertas para o Dia do Consumidor (15 de março) já começaram nos principais e-commerces, marketplaces e lojas físicas do país. Um levantamento realizado pela LWSA, ecossistema de serviços digitais para o varejo eletrônico, mostra que o consumidor está mais otimista e mais da metade (54%) está disposta a gastar mais no e-commerce neste ano e, para datas comemorativas, tem como foco as promoções e descontos nas categorias de produtos como moda e beleza, smartphones e eletroeletrônicos.

No ano passado, as vendas durante as promoções de Dia do Consumidor cresceram 11,8%, em comparação com igual período de 2022, entre os e-commerces que utilizam as integrações oferecidas pela LWSA para gestão de vendas, estoque e logística, em seus canais digitais e em marketplaces. Apenas no ecossistema LWSA o volume de pacotes processados por meio de sua plataforma de integração de fretes, a Melhor Envios, cresceu 9,3% no período.

Para as Pequenas e Médias Empresas (PMEs), que atuam em canais próprios e marketplaces para vendas online, a Semana do Consumidor é uma oportunidade de crescimento de vendas. “O Dia do Consumidor é a primeira data importante do comércio no ano e uma oportunidade para o empreendedor alavancar suas vendas e ir se preparando para outras datas importantes que temos a seguir, como a Páscoa, no final de março, e o Dia das Mães, em maio”, afirma Willians Marques, vice-presidente de Commerce SMB da LWSA.

De acordo com Marques, o empreendedor deve se preparar com antecedência, se atentando às tendências para cada período, sortimento e precificação dos produtos e toda gestão do negócio – seja nos canais próprios como seu site de e-commerce, nas redes sociais e nos marketplaces. “Com plataformas como Tray, Bling e Vindi, a LWSA oferece ao empreendedor a possibilidade de uma gestão completa do seu negócio, integrada, em um só lugar, tendo fácil controle de estoque, meios de pagamento, logística e desempenho de vendas em diferentes canais”, explica Marques.

Consumidor realiza em média de 2 a 5 compras online por mês

Um estudo recente realizado pela Octadesk, plataforma de atendimento da LWSA, em parceria com a Opinion Box, mostra que a praticidade e preços mais baixos estão entre os principais atrativos para quem compra online no Brasil. Segundo o levantamento, que ouviu 2 mil pessoas, os consumidores revelaram realizar em média de 2 a 5 compras, por mês, no e-commerce e 54% afirmaram pretender aumentar os gastos nos próximos 12 meses.

Os preços mais baixos (58%), a praticidade de comprar sem sair de casa (57%) e as promoções encontradas online (56%) são os principais atrativos para realizarem suas compras no e-commerce. Dentre os hábitos, 71% dos consumidores costumam comprar pelo smartphone, sendo que 65% utilizam as redes sociais para pesquisar sobre o produto antes de concluir a compra. O Chat online e o Whatsapp são os principais canais de atendimento para 69% dos entrevistados.

“A maioria dos clientes também revelou que começou a comprar online entre dois e cinco anos atrás, o que acompanha o boom que tivemos no comércio eletrônico durante a pandemia. Ainda há mais oportunidades para o setor e para os empreendedores, que podem contar com soluções digitais de ecossistemas como a LWSA para gestão e alavancagem de seus negócios”, afirma Rodrigo Ricco, CEO da Octadesk.

Quem recebeu mais de R$ 30.639,90 em 2023 deve declarar Imposto de Renda este ano

A Receita Federal divulgou nesta semana as novas regras para a declaração do Imposto de Renda 2024. A entrega começa dia 15 de março e segue até o dia 31 de maio. A IOB, smart tech que entrega conteúdo de legislação e sistemas de gestão contábil e empresarial, listou as principais mudanças e destaca os pontos de atenção que os contribuintes devem se atentar

 

Quem é obrigado a declarar?

O governo subiu o limite de quem é obrigado a declarar para a soma dos rendimentos tributáveis em 2023 a partir de R$ 30.639,90, o que inclui salário, horas extras, gratificações, aposentadoria e pensão do INSS ou de órgãos públicos. O limite em anos anteriores era de R$ 28.559,70.

 

“Essa mudança era esperada em função do aumento da faixa de isenção em maio de 2023, gerando uma mudança na tabela progressiva de obrigatoriedade da declaração. E um ponto importante para ficar atento é que os dependentes não podem ter recebido rendimentos acima dessa faixa de isenção”, ressalta Valdir Amorim, coordenador técnico jurídico e tributário da IOB.

 

Além disso, estão obrigados a realizar a declaração, os contribuintes que:

 

  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 200.000,00 (O limite anterior era de R$ 40.000,00)
  • Obtiveram receita bruta por atividade rural em valor superior a R$ 153.199,50 (O limite anterior era de R$ 142.798,50).
  • Tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 800 mil (O limite anterior era de R$ 300 mil).
  • Obtiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do Imposto, em qualquer mês.
  • Realizaram operações de alienação em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas cuja soma foi superior a R$ 40.000,00; ou com apuração de ganhos líquidos sujeitas à incidência do imposto.
  • Pretendam compensar, no ano-calendário de 2023 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2023.
  • Passaram à condição de residente no Brasil, em qualquer mês, e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro.
  • Optaram pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, caso o produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, contado da celebração do contrato de venda.
  • Optaram por declarar os bens, direitos e obrigações detidos pela entidade controlada, direta ou indireta, no exterior como se fossem detidos diretamente pela pessoa física (Novidade deste ano. Art. 8 da Lei nº 14.754/2023).
  • Titulares de trust e demais contratos regidos por lei estrangeira com características similares a este (Novidade deste ano. Art. 11 da Lei nº 14.754/2023).
  • Optaram pela atualização a valor de mercado de bens e direitos no exterior (Novidade deste ano. Art. 14 da Lei nº 14.754/2023).
  • Cidadãos que moravam no exterior e voltaram ao Brasil em 2023 também precisarão declarar imposto, mesmo que não tenham tido rendimentos.

Além disso, vale lembrar que a lei que passou a tributar super-ricos, com bens no exterior, obriga quem tem bens no exterior a declará-los já em 2024.

 

Mais mudanças na declaração do IR 2024

  • Haverá identificação dos criptoativos.
  • Doação em 2023: mais 1% para o desporto, retorno Pronas e Pronon e reflorestamento.
  • Alimentandos: caso o adulto pague pensão para filhos e dependentes, esse pagamento deverá ser preenchido na aba “alimentando”, e não como dependente. O CPF do beneficiário da pensão é obrigatório.
  • Data de retorno ao País, quando não residente.
  • Identificação dos bens no exterior (Lei 14.754/2023).

 

Quem está isento da declaração?

Trabalhadores que, em 2023, tiveram rendimentos tributáveis abaixo de R$ 30.639,90 estarão desobrigados da entrega da declaração.

 

Também estão isentos os contribuintes com rendimentos que se encaixem na categoria de não tributáveis, como no caso de indenizações trabalhistas, e cidadãos aposentados com doenças graves cuja renda mensal não ultrapasse R$ 200 mil.

 

Outro detalhe importante é que, mesmo não sendo obrigatório, quem não se enquadra nos critérios mencionados anteriormente pode fazer a declaração se julgar necessário ou caso acredite que pode se beneficiar de alguma restituição.

 

43 milhões de pessoas devem declarar Imposto de Renda

A estimativa da Receita Federal é que 43 milhões de brasileiros devam fazer a declaração este ano. No ano passado, foram 41.151.515 declarações. A Receita espera receber 17,2 milhões de declarações pré-preenchidas — no ano passado foram 9.851.035.

 

A expectativa é chegar a 40% de declarações pré-preenchidas, que está disponível para 75% dos contribuintes. O acesso é feito no e-CAC (Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal), pelo programa instalado no computador ou por celular ou tablet, por meio do app Meu Imposto de Renda. Em 2023, ao todo 10 milhões de contribuintes utilizaram essa modalidade de declaração.

 

Documentação necessários: o que ficar atento

Para realizar a declaração, é preciso ter em mãos a documentação base como título de eleitor, CPF de dependentes, alimentandos e do cônjuge, comprovante de endereço e ocupação, além da declaração de imposto do ano anterior.

 

Outro documento fundamental é o Informe de Rendimentos, recebido por meio do comprovante emitido pela empresa onde o contribuinte, trabalhador registrado ou prestador de serviços, trabalhou no ano-calendário. O prazo limite para a entrega do informe de rendimentos por parte das empresas foi no dia 29 de fevereiro. “Quem não recebeu deve procurar o RH da empresa que trabalhava e solicitar o documento”, orienta o coordenador tributário da IOB.

 

O acesso ao app pode ser com selo bronze?

  • Não. Terá que ser com selo prata ou ouro.

 

Quando serão os lotes de restituição:

  • Primeiro lote: 31 de maio
  • Segundo lote: 28 de junho
  • Terceiro lote: 31 de julho
  • Quarto lote: 30 de agosto
  • Quinto e último lote: 30 de setembro

 

É bom lembrar que a consulta à restituição pode ser realizada na página da internet ou em aplicativos da Receita Federal.

 

Qual o calendário de vencimento das cotas?

  • Opção por debito automático da 1ª cota ou cota única: até 10 de maio
  • Vencimento da 1ª cota ou cota única: até 31 de maio
  • Vencimento das demais cotas: último dia útil de cada mês, até a 8ª cota em 30 de dezembro
  • DARF da destinação aos fundos tutelares da criança, dos adolescentes e da pessoa idosa: até 31 de maio, sem parcelamento.

 

Qual é o valor da multa para quem está obrigado e entregar com atraso?

  • A multa será de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, lançada de ofício e calculada sobre o total do imposto devido nela apurado, ainda que integralmente pago.
  • Multa mínima de R$ 165,74 e valor máximo correspondente a 20% do IR devido.

Brasileiro começa 2024 otimista, mas preocupado com a inflação

Para 67% dos entrevistados, preços aumentaram ou aumentaram muito, 13 pontos percentuais a mais que na pesquisa anterior. Expectativa positiva quanto à vida pessoal atinge maior patamar da série histórica, com 75%

 

O brasileiro começa o ano de 2024 otimista com relação ao país, mas preocupado com a inflação e a alta dos preços. A primeira edição da pesquisa RADAR FEBRABAN de 2024 mostra que quase 7 em cada 10 entrevistados (67%) avaliam que os preços dos produtos aumentaram ou aumentaram muito, 13 pontos percentuais a mais que em dezembro de 2023 (54%). O número dos que observam diminuição dos preços recuou de 24% em dezembro para 11% em fevereiro, enquanto a parcela que enxerga estabilidade quase não sofreu alteração, oscilando de 20% para 21% no mesmo período.

Os dados refletem a pressão da alta dos alimentos sobre o IPCA, que mesmo com a desaceleração da inflação ficou acima da mediana das projeções do mercado financeiro em janeiro, segundo o IBGE. Soma-se a isso o impacto das contas de começo de ano, como material escolar, IPTU e IPVA, sobre o orçamento doméstico, além de eventuais resquícios dos gastos de final de ano.

A pesquisa também mostra que mais da metade dos brasileiros (57%) acredita que o Brasil vai melhorar em 2024 – um recuo de dois pontos em relação a dezembro (59%). Entretanto, com relação à vida pessoal, para 75% dos brasileiros, a sua vida estará melhor num horizonte de 12 meses – maior percentual da série histórica e oscilação de um ponto percentual em relação a dezembro (74%).

Realizada entre os dias 14 e 20 de fevereiro, com 2 mil pessoas nas 5 regiões do País, pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IPESPE), esta edição do RADAR FEBRABAN mapeia a percepção e expectativa da sociedade sobre a vida, aspectos da economia, gestão do governo e prioridades para o país e mensura como a população percebe o endividamento, o uso do Pix, o Programa Desenrola, o Celular Seguro e os Golpes e Tentativas de Golpes bancários. A pesquisa também apura as opiniões de cada uma das cinco regiões brasileiras.

Para 48% dos entrevistados, o Brasil está melhor na comparação com o ano anterior, número que vem se mantendo desde setembro de 2023, com discreta variação positiva em dezembro (49%). O otimismo em relação ao país é acompanhado da aprovação ao governo Lula, que oscilou de 51% em dezembro de 2023 para 50% agora, ao passo que a desaprovação se manteve estável, com 42%.

Muito embora a expectativa da população sobre o país em 2024 seja um pouco menos favorável do que era ao final de 2023, o otimismo ainda dá o tom, com mais da metade dos brasileiros (57%) acreditando que o Brasil vai melhorar e já está melhor na comparação com o ano anterior (48%), e também com a perspectiva de diminuição do endividamento pessoal (43%).
“Passado o período de festas de fim de ano quando, via de regra, o humor e as expectativas da opinião pública melhoram, os resultados desta edição de fevereiro refletem, em certa medida, as preocupações dos brasileiros com a inflação, sob impacto das contas de começo de ano, como material escolar, IPTU e IPVA, no orçamento doméstico”, aponta o sociólogo e cientista político Antonio Lavareda, presidente do Conselho Científico do IPESPE.

INFLAÇÃO

“Alimentos e outros produtos domésticos”, que haviam recuado em dezembro de 2023 (66%), voltaram a crescer em fevereiro de 2024 (72%) como os itens que, na opinião dos brasileiros, mais pesaram na alta dos preços.

As menções a “combustíveis” e “serviços de saúde e remédios” como os mais afetados pela inflação mostraram-se estáveis entre dezembro e fevereiro (30%), enquanto “pagamento da escola, faculdade ou outros serviços de educação” aumentou – de 7% para 10% no período –, um possível efeito das despesas relacionadas a matrículas e material escolar no mês de janeiro.

Sofreram oscilações para baixo os itens “planos de compra de veículos e imóveis” (de 6% para 5%) e “planos de viagem” (de 4% para 3%). Os demais mantiveram-se estáveis.

 

PROJEÇÕES

As projeções da população sobre os indicadores acompanhados pelo RADAR FEBRABAN evidenciam receio em relação à economia nos próximos seis meses, sobretudo no que se refere ao custo de vida, poder de compra e acesso ao crédito.

• Impostos: 57% acreditam que haverá aumento, 2 pontos percentuais a mais que em dezembro (55%).

• Taxa de juros: 48% acreditam que vai aumentar, 2 pontos percentuais a mais que em dezembro (46%).

• Inflação e custo de vida: 55% apostam em aumento, 9 pontos percentuais a mais que em dezembro (46%).

• Acesso ao crédito: caiu de 43% para 39% a parcela que acha que o acesso ao crédito vai aumentar, e de 29% para 34% o contingente que acha que ficará igual. Outros 21% acham que vai diminuir, 2 pontos percentuais a menos que em dezembro (23%).

 Poder de compra: recuo de 39% para 35% no contingente que acredita que haverá aumento; e incremento de 34% para 38% dos que apostam em queda.

Desemprego: mantêm-se em 34% o percentual que acredita que o desemprego vai aumentar; passou de 23% para 31% o contingente dos que opinam que ficará estável; e recuou de 39% para 32% o montante que acha que o desemprego vai diminuir.

• Salários: pela primeira vez no RADAR, 51% creem que esse item não sofrerá alterações. Os que acreditam em aumento somam 34%, ao passo que 13% apostam que haverá diminuição.

• Bolsa Família: também pela primeira vez no Radar, 55% acreditam que o Bolsa Família não sofrerá alterações. Esse número sobe para 60% entre os que têm nível superior.

 

PRIORIDADES DA POPULAÇÃO

Áreas prioritárias para receber mais atenção do Governo:

  • Emprego e Renda: menções recuaram de 32% para 29% no período da pesquisa;
  • Saúde: menções saltaram de 26% para 29% entre dezembro e fevereiro, alcançando “Emprego e Renda”;
  • Educação: manteve 12% das menções;
  • Fome e Pobreza: citações sofreram recuo de 2 pontos percentuais, saindo de 6% para 4% em fevereiro;
  • Segurança: citações subiram de 6% para 8%, um provável efeito das notícias sobre fuga de presos, especialmente no público de maior renda;
  • Inflação e Custo de Vida: subiu de 6% em dezembro para 9% em fevereiro;
  • Meio ambiente: caiu de 4% para 3% em fevereiro;
  • Corrupção: manteve o mesmo percentual de dezembro (3%);
  • Reforma Tributária, Infraestrutura e Políticas de Incentivo ao crédito: seguem nos últimos lugares do ranking de prioridades, com 2% ou menos das menções.

 

DESEJOS DA POPULAÇÃO

Quase metade dos brasileiros (48%) investiria em moradia (comprar: 30%; reformar:18%) caso tivesse recursos para isso. Em seguida, se houvesse sobras no orçamento, 47% aplicariam o dinheiro no banco (poupança: 20%; outros: 27%). Investimentos em educação pessoal ou da família vêm na sequência, com 18%.

  • A vontade de viajar manteve-se em 15%, marcando a 5ª posição no ranking;
  • O desejo de comprar carro teve oscilação de 11% em dezembro para 9% em fevereiro, sem grandes variações por estratos sociodemográficos;
  • Fazer ou melhorar o plano de saúde: oscilou de 8% para 10%, com diferenças pouco expressivas por segmentos sociodemográficos;
  • Comprar eletrodomésticos e/ou eletrônicos: oscilação negativa de um ponto, indo de 8% para 7% das menções;
  • Comprar moto e fazer seguro de carro, casa, vida e/ou outros: esses dois itens mantiveram-se empatados com 2%, sem diferenças significativas por segmentos.

 

ENDIVIDAMENTO E O DESENROLA

A perspectiva de diminuição do endividamento pessoal cresce de forma discreta, mas regular, desde outubro de 2023, quando registrava 41%, oscilando para 42% em dezembro e 43% nesta rodada do RADAR.
Cerca de um ano após o lançamento do Desenrola, quase 8 em cada dez brasileiros (79%) conhecem o Programa, o que representa um avanço de 4 pontos percentuais em relação a dezembro (75%) e de 26 pontos percentuais comparativamente a fevereiro de 2023. O conhecimento do Desenrola fica abaixo de 70% apenas entre os jovens de 18 a 24 anos (64%).

A pesquisa também levantou que 66% dos brasileiros expressam interesse em participar do Programa ou já aderiram, recuo de 7 pontos percentuais em relação a dezembro (73%).

 

CELULAR SEGURO

O programa tem elevada avaliação positiva, sendo conhecido por mais da metade da população (57%) e avaliado como ótimo ou bom por 72%. Quarenta por centro ainda desconhece quais são as instituições parceiras do Celular Seguro.

 

PIX E FIM DO DOC

Cerca de 9 em cada 10 entrevistados (92%) utilizaram o PIX como meio de pagamento, o que representa um avanço de 15 pontos percentuais comparativamente a abril de 2023. A opinião favorável sobre o serviço ultrapassa 90% em todos os públicos e regiões. Já o fim do DOC é desconhecido de 56% dos entrevistados. Dentre os que conhecem o fim do serviço, 75% afirmam que já não o utilizava, razão pela qual a aprovação pelo fim do DOC tem ampla aprovação (55%).

 

GOLPES E TENTATIVAS DE GOLPES

O percentual de brasileiros que diz ter sido vítimas de golpes ou tentativas de golpes (36%) recuou 2 pontos percentuais em relação a dezembro (38%).

Lideram o ranking de golpes mais recorrentes:

  • Clonagem ou troca de cartão (44%);
  • Golpe da central falsa (32%);
  • Pedido de dinheiro por suposto conhecido por meio de WhatsApp (31%).

O reconhecimento pela população da importância da ação dos bancos na divulgação e orientação sobre golpes cresceu, segundo a mais recente PESQUISA RADAR: 92% consideram as ações de conscientização importante + muito importantes, oscilação de um ponto percentual em relação a dezembro (91%).

Também subiu de 67% para 69% (maior percentual da série histórica) o contingente que lembra ter recebido materiais de instituições bancárias e outras entidades sobre o tema.

Smiles investe na experiência do cliente e lança novo aplicativo

A Smiles, programa de fidelidade da GOL com a mais completa plataforma de viagens, disponibiliza a partir de hoje seu novo aplicativo. Após testes e pesquisas, que identificaram alternativas para melhorar a interação dos clientes, a novidade traz uma navegação ainda mais simples, inteligente e segura.

Mais intuitivo e com uma experiência de navegabilidade baseada no perfil do cliente, o aplicativo traz uma nova tecnologia, permitindo melhor desempenho, estabilidade e atualizações rápidas e contínuas. O app também foi criado a partir de requisitos de acessibilidade que melhoram a usabilidade tanto visualmente quanto textualmente, aperfeiçoando recursos como: disposição dos itens na tela, elementos e cores mais acessíveis, textos mais claros e legíveis, ícones e botões maiores e mais intuitivos, entre outros.

“Nós investimentos em tecnologia para trazer novidades e atualizações de forma mais ágil para os nossos clientes, além de soluções cada vez mais personalizadas. Também trabalhamos com um design acessível, adaptando o aplicativo às necessidades dos usuários e tornando mais flexível essa interação para uma melhor experiência com nossos produtos e serviços”, afirma Beatriz Cabral, CMO do Grupo GOL Smiles.

O novo aplicativo também traz uma camada extra de segurança pensando em navegação, backup e proteção dos dados, além de uma assistente virtual que possibilita uma interação mais personalizada e dinâmica com os clientes.

“Trabalhar em co-criação com os clientes nos dá maiores chances de atingir suas expectativas em relação ao uso de um produto ou serviço. Pensando nisso, construímos o novo aplicativo da Smiles em colaboração, com pesquisas qualitativas e quantitativas, colocando o cliente como protagonista, e utilizando aprendizados em relação a funcionalidades, design, produtos, educacional e personalização para oferecer a melhor experiência”, finaliza José Luiz Belixior Jr, Diretor Executivo de Experiência do Cliente no grupo GOL Smiles.

Vantagens exclusivas

A Smiles está oferecendo promoções exclusivas por um período limitado para quem instalar o novo aplicativo. No dia 22, os clientes poderão assinar o Clube Smiles Plano 1.000 pelo app e receber 14.000 milhas na hora. Quem já é assinante do Clube Smiles poderá comprar milhas e receber até 300% de bônus entre os dias 22 e 24 de fevereiro. O novo aplicativo está disponível gratuitamente para dispositivos iOS e Android e pode ser baixado no link.

 

Curitiba tem a melhor internet do Brasil; estudo faz ranking de velocidade de banda larga

Enquanto o 5G traz mais velocidade à internet móvel, as operadoras de banda larga correm para melhorar o serviço e não ficarem atrás. O Prêmio Melhor Escolha 2024 revela um aumento da velocidade de internet em 35% no último ano, com uma média de 107 Mbps (megabits por segundo) no Brasil – contra 79 Mega em 2022 -, com destaque para provedores regionais e liderança do Distrito Federal no ranking.

O estudo do Melhor Escolha analisou 2.8 milhões de testes de velocidade de internet fixa de operadoras de janeiro a dezembro de 2023. Pelo segundo ano consecutivo, a Vivo ficou em primeiro lugar no ranking de velocidade nacional, com média de 136 Mega – contra 101 em 2022.

“Percebemos que a velocidade da internet está crescendo em todo o país, com uma clara evolução nas ofertas de planos de banda larga, que estão cada vez mais rápidos para atender a demanda de uma sociedade mais conectada”, aponta Hadassa Rodrigues, Gerente de Marketing da plataforma de comparação de planos e serviços de telecomunicação, cujo estudo busca ajudar justamente o consumidor a ter um serviço de melhor qualidade.

Distrito Federal tem a internet mais rápida e Amapá a menos veloz

O Brasil registrou oito estados e dez capitais com médias de velocidade acima de 100 Mega de internet fixa, com destaque para o Distrito Federal, o primeiro colocado da lista, com uma média de 127 Mega. No ano anterior, o estado já era o primeiro colocado, com 94 Mega.

Na outra ponta do levantamento está o Amapá, com o pior desempenho segundo o Prêmio Melhor Escolha 2024, com uma média de 67 Mega – em 2022 ele ocupava a 25º posição no ranking de estados, com 55 Mega.

Das capitais, Curitiba (PR) tem a internet fixa mais rápida pelo segundo ano consecutivo, com uma média de 135 Mega – sendo 98 Mega no ano anterior. Na lanterninha estão Macapá (AP) e Recife (PE), capitais com a menor velocidade de internet fixa, com uma média de 71 Mega de velocidade. Na edição anterior, as duas capitais também ocuparam as últimas posições, com 56 e 51 Mega, respectivamente.

Operadoras regionais ganham presença e lideram em 12 estados

Apesar da liderança nacional ser da Vivo, os provedores de internet regionais ganham relevância e despontam nos estados de atuação, de acordo com o Prêmio Melhor Escolha 2024. As operadoras regionais foram líderes de velocidade em 12 estados do país, 33% a mais que no ano anterior, onde isso aconteceu em apenas nove estados. Em São Paulo, por exemplo, a Desktop passou a Vivo, com 152 Mega, enquanto em Alagoas, Pernambuco e Sergipe a primeira posição ficou com a Brisanet.

“O mercado está mais competitivo com o crescimento desses provedores de internet regionais. Eles oferecem planos mais rápidos com valor mais acessível, o que é vantajoso para o consumidor e para o mercado em geral”, diz Hadassa.

O Prêmio Melhor Escolha 2024 levou em consideração as operadoras com quantidade mínima de testes dentro do período avaliado e dados oficiais de acessos da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Para o Ranking Nacional, era mandatório que tivessem presença significativa no Brasil, com atuação nas cinco regiões do país. Já para o Ranking Estadual e Municipal a operadora precisava ter participação mínima de 1,5% no estado no período que antecede à publicação do estudo e atingir 1,5% ou mais do total das amostras de testes dentro do período de apuração.

Oferta de aluguel inteligente em Curitiba cresce em 2024

A necessidade de maior flexibilidade na escolha do local e tamanho da moradia faz com que o mercado de locação se mantenha aquecido. Em Curitiba (PR), de acordo com o Sindicato da Habitação e Condomínios (Secovi-PR), a média do Índice de Locação sobre Oferta de Imóveis Residenciais (LSO residencial) de janeiro a novembro de 2023 foi de 22,3%. 

Ainda, segundo dados do Secovi-PR, em julho de 2023, na capital paranaense, os apartamentos com um dormitório levaram em média 43 dias para serem locados e os de 2 dormitórios, 37 dias. Para se ter uma ideia da velocidade de locação, em julho 2022, um apartamento de um dormitório demorava 82 dias para ser locado.

Acompanhando o aquecimento do mercado de aluguéis em Curitiba, a Luggo, startup de locação residencial da MRV&CO, aposta na locação descomplicada e sem a necessidade de fiador, dentro do conceito de multifamily – a construção de edifícios para locação de todas as suas unidades. A análise de crédito é imediata e o processo é totalmente online, incluindo assinatura digital do contrato.

Prestes a inaugurar o terceiro empreendimento voltado para locação na cidade, nos dois já existentes, a taxa de ocupação supera 90%. O Luggo Rebouças contará com 144 unidades e deve ser inaugurado no primeiro semestre deste ano. Na capital, há condomínios Luggo nos bairros Lindoia (128 unidades) e Cidade Industrial (88 unidades). O quarto prédio Luggo já está sendo construído em Curitiba e deve ser inaugurado em 2025.  

Rodrigo Lutfy, diretor da Luggo, avalia Curitiba como uma capital relevante no Brasil e um mercado aquecido e exigente. Ele destaca que a cidade foi a segunda do país a receber a Luggo e fez parte da estratégia inicial e do MVP (produto mínimo viável) da proposta de aluguel inteligente. O primeiro Luggo na capital paranaense foi lançado em outubro de 2019 e o segundo veio logo depois, em abril de 2020.

“A ocupação dos prédios é alta. Estamos atendendo uma demanda focada em aluguel inteligente e prático. Vamos lançar mais um empreendimento em 2024. A Luggo está sempre revisando seus serviços e comodidades oferecidas aos moradores. Em determinado momento de 2023, tivemos um crescimento no uso do carro compartilhado e, com isso, disponibilizamos mais um veículo no Luggo Lindoia. Em Curitiba, temos também parcerias com food trucks que vão até os condomínios”, detalha Rodrigo Lutfy.  

Expectativas para 2024Além da facilidade de locação, os condomínios Luggo apostam na economia compartilhada e nos serviços on demand pay per use – pagos apenas quando utilizados. Os Luggers – como são chamados os moradores, têm acesso a aluguel de carros compartilhados, usados mediante reserva pelo aplicativo. Para quem prefere bicicletas, também estão disponíveis para uso coletivo, além de lavanderias. 

No país, a operação Luggo totaliza mais de 1,8 mil unidades e mais de 2 mil Luggers. Até o momento, foram lançados 12 empreendimentos Luggo em 5 estados (BA, MG, SP, PR, RS) e 7 cidades (Lauro de Freitas, Contagem, Belo Horizonte, Campinas, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre). Para 2024, além do Luggo Rebouças em Curitiba, serão inaugurados em Belo Horizonte (MG), dois novos empreendimentos: o Luggo Pampulha (118 unidades) e o Luggo Buritis (276 unidades).

Hard Rock Cafe Curitiba anuncia menus executivos inéditos com clássicos americanos

Cardápio oferece as propostas Vinyl e Gold, que incluem prato principal, sobremesa e soft drinks por um valor único

Hambúrgueres, pratos inspirados na gastronomia americana, aperitivos e sobremesas são algumas das estrelas do cardápio do Hard Rock Cafe. Conhecido por proporcionar uma experiência gastronômica única, o restaurante destaca-se pela oferta de pratos saborosos e criativos, combinando a energia contagiante do rock’n’roll. Recentemente, a unidade de Curitiba lançou combinações promocionais exclusivas para o horário de almoço. O menu foi cuidadosamente elaborado, incluindo algumas opções conhecidas e carro-chefes da casa, além de novas criações. O cardápio é servido de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 15h.

Menu Group

O menu do Hard Rock Cafe Curitiba inclui algumas opções vegetarianas e veganas, atendendo às restrições alimentares. Com valores a partir de R$ 79,90, o almoço executivo é dividido nas categorias Vinyl Gold. O cardápio Vinyl (R$ 79,90) oferece grandes estrelas da casa, tais como grilled chicken caesar salad, twisted mac (macarrão torcido)acompanhados por pão torrado com manteiga de alho e ervas, chicken&cheese (frango com queijo), bbq pulled pork sandwich (sanduíche de carne suína desfiada ao molho barbecue) e grilled chicken sandwich (sanduíche de frango grelhado). O valor inclui ainda sorvete de chocolate ou baunilha e bebidas como água, suco ou refrigerante.

O menu Gold tem o valor fixo de R$ 99,90 e disponibiliza os mais recentes lançamentos da marca: os sanduíches do jogador Lionel Messi, o Messi Burger e o Messi Chicken Sandwich, acompanhados por fritas, além das famosas fajitas veg. Assim como no menu Vinyl, é possível desfrutar do sorvete e das bebidas 

Em ambas as versões, é disponibilizado um upgrade com uma variedade de acompanhamentos, como onion rings, fritas temperadas, arroz, purê de batata, vegetais frescos, bacon e outros, todos com custo adicional. Ainda, o chopp possui um valor especial de R$ 13,90. 

Rock Shop: exclusividade além da cozinha

Além do cardápio, a experiência no Hard Rock Cafe Curitiba se estende à Rock Shop, onde os clientes podem adquirir itens exclusivos da marca. Desde os clássicos souvenires até as peças de colecionador, a loja oferece uma variedade de produtos que celebram a cultura e o lifestyle rock’n’roll

A camiseta clássica da marca é uma das mais vendidas ao redor do mundo. Para completar a experiência do almoço executivo, os clientes poderão adquirir a peça por um valor promocional de R$ 99,90.

Pesquisa mostra que 58% das pessoas interagem mais com amigos online do que pessoalmente

Relatório da Sensorama revela como a interação humana está focada no contato virtual

A Sensorama Design, uma consultoria especializada em experiência do usuário e design de serviços,conduziu um estudo para entender melhor como as pessoas interagem socialmente, visando descobrir maneiras inovadoras para as empresas criarem e planejarem estratégias nos próximos anos. O estudo foi feito com 702 pessoas do Brasil, na faixa etária entre 18 à 75, que mostrou que 58% das pessoas interagem mais com amigos e familiares online do que pessoalmente.

Ainda entre os 58%, alguns afirmam que para sair de casa o evento precisa valer a pena e nas horas livres mencionaram realizar atividades como assistir filmes e séries, ler, viajar, ir a parques, shows e restaurantes, mas sem mencionar amigos. Mas a pesquisa mostra também que os usuários estão buscando foco em si próprio. “Os dados reforçam o que estamos vendo diariamente com a sociedade. Para as empresas, compreender como os jovens interagem uns com os outros e como isso pode acontecer nos próximos anos é fundamental para projetar experiências digitais, processos e serviços conectados com as necessidades e expectativas das pessoas”, explica Mariana Torquato, COO da Sensorama.

Em relação às interações entre as crianças, 51% dos pais com filhos até 18 anos relataram que os mesmos também brincam e conhecem outras crianças on-line. “Compreender como os jovens interagem e como isso pode acontecer nos próximos anos nos deixa mais preparados para projetar experiências digitais. Dessa forma, conseguimos antecipar as necessidades, otimizando o nosso processo de UX design para focar a pesquisa de usuário em comportamentos ainda incertos e arriscados para as corporações”, relata Camila Libório, Design Manager da Sensorama.

Além disso, quando falado sobre novas vivências e identidade própria, seguindo o tanto de possibilidades e a velocidade de tendências no mundo, as pessoas se mostram abertas a outras experiências, sem se comprometer com apenas uma possibilidade. De acordo com o estudo, 24,2% procura possibilidades de criar novas perspectivas para si próprio.

“Nossa missão é capturar insights valiosos sobre as preferências, necessidades e expectativas dos usuários, para que as empresas possam desenvolver produtos e serviços que realmente atendam às suas demandas. Ao prever tendências em socialização, podemos ajudar nossos clientes a se anteciparem às mudanças no comportamento do usuário e a se destacarem em seus respectivos mercados”, conclui Torquato.

A Sensorama tem trabalhado com empresas de diversos setores, como tecnologia, varejo e entretenimento, auxiliando-as na criação de experiências digitais inovadoras e centradas no usuário. 

Hard Rock Cafe Curitiba anuncia menus executivos inéditos com clássicos americanos

Cardápio oferece as propostas Vinyl e Gold, que incluem prato principal, sobremesa e soft drinks por um valor único

Hambúrgueres, pratos inspirados na gastronomia americana, aperitivos e sobremesas são algumas das estrelas do cardápio do Hard Rock Cafe. Conhecido por proporcionar uma experiência gastronômica única, o restaurante destaca-se pela oferta de pratos saborosos e criativos, combinando a energia contagiante do rock’n’roll. Recentemente, a unidade de Curitiba lançou combinações  promocionais exclusivas para o horário de almoço. O menu foi cuidadosamente elaborado, incluindo algumas opções conhecidas e carro-chefes da casa, além de novas criações. O cardápio é servido de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 15h.

Menu Group

O menu do Hard Rock Cafe Curitiba  inclui algumas opções vegetarianas e veganas, atendendo às restrições alimentares. Com valores a partir de R$ 79,90, o almoço executivo é dividido nas categorias Vinyl Gold. O cardápio Vinyl (R$ 79,90) oferece grandes estrelas da casa, tais como grilled chicken caesar salad, twisted mac (macarrão torcido)acompanhados por pão torrado com manteiga de alho e ervas, chicken&cheese (frango com queijo), bbq pulled pork sandwich (sanduíche de carne suína desfiada ao molho barbecue) e grilled chicken sandwich (sanduíche de frango grelhado). O valor inclui ainda sorvete de chocolate ou baunilha e bebidas como água, suco ou refrigerante.

O menu Gold tem o valor fixo de R$ 99,90 e disponibiliza os mais recentes lançamentos da marca: os sanduíches do jogador Lionel Messi, o Messi Burger e o Messi Chicken Sandwich, acompanhados por fritas, além das famosas fajitas veg. Assim como no menu Vinyl, é possível desfrutar do sorvete e das bebidas 

Em ambas as versões, é disponibilizado um upgrade com uma variedade de acompanhamentos, como onion rings, fritas temperadas, arroz, purê de batata, vegetais frescos, bacon e outros, todos com custo adicional. Ainda, o chopp possui um valor especial de R$ 13,90. 

Rock Shop: exclusividade além da cozinha

Além do cardápio, a experiência no Hard Rock Cafe Curitiba se estende à Rock Shop, onde os clientes podem adquirir itens exclusivos da marca. Desde os clássicos souvenires até as peças de colecionador, a loja oferece uma variedade de produtos que celebram a cultura e o lifestyle rock’n’roll

A camiseta clássica da marca é uma das mais vendidas ao redor do mundo. Para completar a experiência do almoço executivo, os clientes poderão adquirir a peça por um valor promocional de R$ 99,90.