Relatório dentsu AdSpend aponta que publicidade voltará a crescer impulsionada pelo digital

Relatório dentsu AdSpend aponta que publicidade voltará a crescer impulsionada pelo digital

Prevê-se que o investimento global em publicidade cresça 5,8% globalmente em 2021, de acordo com o primeiro dentsu Ad Spend Report desde que a pandemia global começou. O relatório combina dados de 59 mercados e prevê que 579 bilhões de dólares serão gastos globalmente com todas as regiões usufruindo de um crescimento positivo para compensar uma queda de 8,8% em 2020. A Europa Ocidental (7,5%), Ásia-Pacífico (5,9%) e América do Norte (4,0%) verão números de crescimento particularmente fortes, que serão impulsionados por aumentos nos investimentos em países-chave como a Índia (10,8%), o Reino Unido (10,4%) e a França (8,9%). A mudança acelerada para o digital que os anunciantes fizeram em resposta às restrições significativas colocadas às vidas das pessoas através de lockdowns também perdurará. O digital será responsável pela metade de todos os gastos pela primeira vez, sendo que Social (18,3%), Search (11,0%) e Vídeo (10,8%) serão os mais beneficiados.

Enquanto isso, o retorno de grandes eventos esportivos que foram adiados no ano passado, como os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio e o Campeonato Europeu de Futebol da UEFA, também representará um fator significativo de crescimento. A TV está preparada para se beneficiar especialmente destes eventos ao vivo, pois os anunciantes procuram capitalizar sobre as enormes audiências globais que atraem. Espera-se um aumento global de 1,7% para 169 bilhões de dólares gastos com TV, o que representa um terço de todos os gastos com publicidade em todo o mundo.

Os setores industriais que sofreram o maior impacto da COVID-19 também verão os maiores retornos. Com base em análises em oito mercados, os setores de Viagens & Transporte (28,4%), Mídia & Entretenimento (14,5%) e Automotivo (13,8%) crescerão significativamente após serem atingidos duramente pelo impacto da COVID-19. Haverá também níveis consistentes de crescimento para setores como Tecnologia (6,0%), Finanças (5,6%) e Telecomunicações (4,8%), que se mostraram relativamente resistentes em 2020. Apesar dos sinais positivos de momentum em 2021, um retorno aos níveis pré-pandêmicos de gastos com publicidade é improvável até 2022, quando os gastos provavelmente atingirão US$ 619 bilhões e crescerão a uma taxa de 6,9%.

Peter Huijboom, Global CEO Media, dentsu international disse: “A COVID-19 apresentou a nossa indústria e ao mundo em geral desafios únicos e sem precedentes, que deixarão uma herança duradoura. Sem dúvida, acelerou o ritmo das mudanças e a transformação digital em curso e que vem afetando todos os níveis da sociedade há algum tempo.”

“Deixamos 2020 para trás e entramos no novo ano com desafios ainda em curso, mas também com a esperança de tempos melhores, e a mídia tem um papel vital a desempenhar, reunindo as pessoas através de experiências envolventes que fortalecem nossa humanidade”.

Eduardo Bicudo, CEO dentsu international Brasil, adiciona: “O relatório evidencia os desafios que a pandemia impôs ao mercado brasileiro, e também pretendemos que as oportunidades sejam destacadas: o digital impulsiona o uso de ferramentas para conhecer mais profundamente o consumidor, catalisando uma abordagem de mídia cada vez mais humana.”

“Como mostrou também nossa a dentsu CMO Survey, compreender o comportamento do consumidor em um mundo pós-pandêmico é o maior desafio que os anunciantes enfrentam, e esta realidade requer foco real e investimento em dados, comércio eletrônico e novas tecnologias, além de construir parcerias mais profundas em todas as áreas da indústria. O nosso mercado tem competência e apetite para tirar proveito dessas propriedades.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.