Dia das Mães 2021: 66% pretendem presentear alguém; 58% devem investir de R$51 a R$200

Dia das Mães 2021: 66% pretendem presentear alguém; 58% devem investir de R$51 a R$200

O Dia das Mães, segundo período comercial mais esperado pelo varejo – perdendo apenas para as ofertas de fim de ano -, está chegando. E, mesmo com o isolamento social em razão da pandemia, muitos consumidores querem demonstrar o afeto pelas mamães – inclusive através de presentes. Pelo menos é o que aponta uma pesquisa realizada pela All iN Social Miner – que une dados de consumo, tecnologia e humanização para ajudar empresas a otimizarem seus resultados -, em parceria com a Opinion Box. O estudo revela que 66% dos brasileiros estão decididos a ir às compras, enquanto 18% ainda estão na dúvida se vão presentear alguém na data.

Mas não são só as mães que devem ganhar presentes nesse dia especial: 20% querem aproveitar as ofertas da sazonalidade para comprar algo também para o cônjuge; 18% para a sogra, 11% para a avó, 11% para si mesmo, e 10% para a irmã. Beleza e Cosméticos, e Moda e Acessórios disparam na frente entre as categorias preferidas para presentear:

Com os presentes, 14% desejam gastar até R$50, 31% estão dispostos a investir de R$51 a R$100 e outros 27%, de R$101 a R$200. E mais: 11% afirmaram que podem pagar de R$201 até R$300 em itens para as mães; 4%, de R$301 a R$400; 3%, de R$401 a R$500; 4%, mais de R$500; e 6% não se decidiram. Além disso, tendo a opção de escolher mais de uma forma de pagamento, 58% pretendem utilizar o cartão de crédito para adquirir produtos, 38% querem pagar no dinheiro, 31% no cartão de débito e 23% no Pix – que passou na frente do boleto, que ficou com 16% da preferência dos compradores, e de transferências, com 8%.

Bons preços, promoções e vantagens no frete serão fatores de compra decisivos à maior parte dos clientes:

Por isso, apostar em boas condições a quem comprar com antecedência pode ser uma boa pedida, bem como oferecer cupons de desconto aos que deixarem a compra para a última hora – para compensar a chegada do presente após o dia do evento, por exemplo.

E temos boas notícias: há novos consumidores querendo aproveitar as ofertas neste ano – ou que pelo menos estão na dúvida sobre comprar ou não na data. 14% deles não tinham o hábito de presentear ninguém antes de 2020, e 26% sequer tinham ido às compras no período no ano passado. Inclusive, os varejistas que quiserem conquistar esses clientes estreantes, e os outros também, já podem começar a divulgar as ofertas, afinal 28% dos consumidores vão começar a comprar com duas semanas de antecedência e outros 35% na semana do evento:

Os sites de busca – como Google e Bing – devem ser os mais utilizados pelos consumidores em busca de presentes (41%). Há também quem prefira recorrer às lojas físicas (39%), aos aplicativos (31%), ao Instagram (25%), ou comprar direto nos e-commerces (25%). E, como vimos que o evento tem potencial para gerar bastante tráfego nos sites, apps e redes sociais, eis aí um bom momento para as lojas se conectarem a novos leads e aumentarem sua base.

*Pesquisa da Social Miner, All iN e Opinion Box, que ouviu 1035 brasileiros entre os dias 07 e 12 de abril/21, e que tem grau de confiança de 95%

Comments are closed