Black Friday: Especialista da Infracommerce lista dicas para aproveitar as oportunidades de ofertas e não cair em golpes

Realizada no próximo dia 23 de novembro, a Black Friday se aproxima e, com ela, a expectativa de milhares de brasileiros que aguardam a data para comprar produtos e serviços com os melhores descontos.

Considerada uma das mais importantes no varejo, superando o Dia dos Pais, Dia das Mães, Dia das Crianças e, inclusive, o Natal, o número de transações online no período acende um alerta. Por isso, é importante se atentar às possíveis pegadinhas que vão de promoções “maquiadas” a links maliciosos. Para ajudar os consumidores a fazerem compras conscientes e com segurança, Luiz Pavão, Diretor de Estratégia e Marketing da Infracommerce, maior empresa em full service para e-commerce na América Latina, dá algumas dicas que podem ajudar o consumidor a garantir bons preços e evitar cair em fraudes.

1) SEGURANÇA

De acordo com números divulgados pela E-Consulting, espera-se que, em 2018, 84% dos brasileiros realizem pagamentos por meios online. Esse grande volume é um prato cheio para fraudadores. Para garantir uma compra segura, Pavão explica que o primeiro passo é checar se o site em que você está navegando é um ambiente seguro. Quando acessar a loja online, verifique se antes do “www” tem o protocolo “https”. Esse “s” significa que o ambiente possui certificado de segurança e atesta que os dados do cliente são protegidos por criptografia. Isso evita que os dados do cliente sejam roubados ou que o cartão de crédito seja clonado, por exemplo.

Além disso, muitas tentativas de fraude chegam através de e-mails falsos com links que se assemelham aos sites verdadeiros e que imitam até mesmo a interface. É importante se atentar ao caminho que o levou até o e-commerce e, quando buscar o nome da loja no Google, clicar em links patrocinados, os primeiros que aparecem na busca, pois são pagos pela empresa para estar no topo, portanto, oficiais. Também é importante tomar cuidado com links divulgados pelo Whatsapp ou Facebook e prestar muita atenção antes de clicar em qualquer link de promoção.

2) PREÇOS

Com o crescimento da Black Friday no Brasil, surgiram também sites que fiscalizam as promoções e revelam o serviço prestado pelos e-commerces. No início era muito comum que lojas aumentassem os preços dias antes da promoção e voltassem ao preço original na data, forjando um desconto. O site Black Friday fiscaliza as promoções e oferece dicas para os consumidores; o Buscapé mostra gráficos dos preços e o Reclame Aqui checa a reputação das lojas.

Outra dica é pesquisar com antecedência. A promoção foi se ampliando com o passar dos anos e muitas lojas começam a oferecer descontos antes do dia da Black Friday. Se você tem interesse em um produto ou marca, acesse o site e cadastre-se para receber e acompanhar as ofertas, esse acompanhamento garantir melhores oportunidades.

3) APROVEITE COM MODERAÇÃO

Muitas vezes as promoções fazem o consumidor extrapolar nos gastos, já que têm a sensação de que estão economizando muito e acabam realizando compras das quais se arrependem posteriormente. Prova disso é que as trocas e devoluções registradas aumentam significativamente no pós-Black Friday. Para evitar compras por impulso, o ideal é fazer uma lista de compras, estabelecer prioridades e estipular o valor máximo que pode ser gasto. Como toda compra, é preciso se planejar.

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.