Author admin

Rádio amplia audiência e exerce papel fundamental durante a pandemia

O rádio ainda é uma das principais fontes de informação da população brasileira e teve papel fundamental durante a pandemia, especialmente pela sua credibilidade e utilidade pública. De acordo com dados divulgados pelo Kantar IBOPE Media, 77% dos entrevistados afirmaram que escutam a programação das emissoras de rádio durante o isolamento social. O papel do rádio e o crescimento da audiência nesse período foram tema do webinar Arena de Ideias, transmitido ontem pela In Press Oficina.

O bate-papo contou com as participações do jornalista da rádio CBN, escritor e palestrante, Milton Jung; do presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Flávio Lara Resende; do fundador e diretor-geral da Agência Radioweb, Paulo Gilvane Borges; e da sócia-diretora da In Press Oficina e especialista em gestão de crise e reputação, Patrícia Marins. A moderação do debate foi da diretora do núcleo de relacionamento com Poder Público da In Press Oficina, Fernanda Lambach.

“Tanto o rádio quanto a televisão tiveram aumentos expressivos de audiência nessa pandemia. O rádio foi absolutamente necessário. No momento em que nós mudamos as nossas vidas de forma definitiva, com toda a família em casa, o rádio passou a ter uma importância fundamental na informação”, afirmou Resende.

Jung ressalta que não foi apenas o rádio que teve crescimento durante a pandemia. A audiência em todas as mídias também subiu, alavancada pela credibilidade do jornalismo profissional. “Mais do que o rádio, todos os veículos de comunicação que praticam o jornalismo profissional tiveram uma audiência maior nesse momento. E isso talvez tenha sido a grande vitória que o jornalismo poderia ter. O jornalismo saiu fortalecido nesse processo”, disse.

Para Patrícia, esse crescimento se deu principalmente pelo caráter social do rádio, e veio para ficar. “O principal motivo na minha visão é a prestação de serviço. O rádio se consolida como esse veículo de massa. Não tenho dúvida nenhuma que a pandemia vai deixar esse aprendizado e vamos passar a valorizar ainda mais esse veículo que está nos locais mais longínquos do nosso país”, destacou.

O futuro do rádio e o papel dos podcasts

Ao longo dos anos, o surgimento de novas mídias e tecnologias sempre colocou o futuro do rádio em xeque. No entanto, o veículo consegue se reinventar e manter-se em evidência. “O rádio sempre soube se adaptar. Observamos que 20% dos brasileiros passaram a ouvir mais rádio durante a pandemia. O rádio é prestação de serviço e utilidade pública. Mesmo que surjam novas tecnologias, o rádio sempre vai encontrar uma forma de se adaptar”, pontuou Gilvane.

De olho no futuro, Jung é incisivo ao destacar o que vem pela frente para o principal veículo de comunicação em massa. “Tem uma frase que o Alberto Dines me disse, numa discussão que nós estávamos tempo quando falávamos do poder da internet: ‘o rádio é a mídia do futuro’”, afirma o jornalista.

Para ele, os podcasts são uma tecnologia nascida no veículo e que devem ser vistas como tal. “Sim, o podcast é um produto de rádio também. E o conhecimento que se desenvolve em rádio é um conhecimento que os podcasts precisam ter, independente de produzido pelo rádio, jornal, TV ou qualquer cidadão. Mas não substitui o rádio ao vivo”.

Tags, ,

SEMrush aponta tendências de marketing digital para e-commerce em 2020

A SEMrush , líder global em marketing digital, realizou um estudo para compreender as tendências do setor para e-commerces ainda em 2020 e os impactos da pandemia no comportamento do consumidor. Para isso, foram coletados e analisados dados recentes de mais de 2.000 dos sites de e-commerce mais acessados do mundo em várias categorias, incluindo moda, eletrônicos de consumo e saúde e beleza para determinar qual será a nova cara do marketing digital.

Entre alguns dados, a análise revela que as mudanças no cenário de e-commerce e nos padrões de compras dos consumidores já estão presentes. As pesquisas mensais para termos de “comprar online” (buy online) quase dobraram no primeiro mês da pandemia: houve mais de 27.500 consultas em março de 2020 em comparação a mais de 14.800 em fevereiro de 2020 em todas as categorias. Ao analisarmos a tendência anual geral para junho (2019 x 2020), essas pesquisas aumentaram em 50% globalmente. No mundo inteiro, as pesquisas por serviços de entrega de comida aumentaram em média 180%, e o crescimento médio do tráfego anual de sites de e-commerce na primeira metade de 2020 foi de 30%. “Importante destacar que, apesar dos dados trazerem uma perspectiva global em relação aos e-commerces, são tendências que se refletem no mercado brasileiro também. Já apontamos em outro estudo o quanto é importante fortalecer o nome da marca e como os grandes players têm origem de tráfego direto no Brasil também”, aponta Erich Casagrande, Gerente de Marketing da SEMrush no Brasil.

Os dados reunidos pela SEMrush por meio da Análise de Tráfego mostram que o tráfego mensal médio de e-commerce global em todos os setores fica em torno de 17 bilhões. Normalmente, espera-se picos em novembro e dezembro, quando os consumidores se voltam para as lojas online devido a promoções de final de ano e a Black Friday, mas a pandemia provocou algumas mudanças inesperadas no cenário de e-commerce. Os picos de tráfego de sites de e-commerce durante o segundo trimestre foram maiores que os picos tradicionais que encontramos normalmente durante novembro e dezembro, mas, surpreendentemente, o tráfego continuou a crescer em junho de 2020. Importante destacar que essa também foi uma tendência apontada pela pesquisa da SEMrush e WebEstratégica realizada com os 100 maiores e-commerces do Brasil – onde o tráfego direto foi predominante.

O crescimento no tráfego permaneceu consistente durante os meses da pandemia (março a junho de 2020), com a média de 36% em todas as categorias de e-commerce. Com exceção dos varejistas gerais como Amazon, Walmart e eBay, as categorias de casa e jardim, alimentação e esporte & outdoor são as que mostram maior crescimento no tráfego durante esse período, com 40% a 50% em relação ao ano anterior.

Busca por produtos

Devido ao surto do coronavírus, o interesse do consumidor em compras online aumentou em todos os setores, de necessidades diárias a compras mais robustas, como notebooks, cujas pesquisas online cresceram 123% anualmente durante o segundo trimestre.

A média de volume médio de pesquisa mensais do primeiro semestre de 2019 até o primeiro semestre de 2020 mostra mudanças interessantes. Sabonete para as mãos chegou às primeiras 5 posições dos produtos mais pesquisados no setor de saúde este ano, com a média de pesquisas mensais na primeira metade de 2020 em 638.400 em nível mundial (em comparação a 74.000 no mesmo período do ano passado). Curiosamente, os outros produtos das 5 primeiras posições de saúde continuam parecidos com a comparação anual, então essa mudança está claramente relacionada à pandemia.

Com cada vez mais pessoas trabalhando em casa, as pesquisas de webcams (3.045.00 no primeiro trimestre de 2020 x 1.000.000 em 2019) substituíram as de drones em nossa análise anual dos produtos mais pesquisados da categoria de eletrônicos de consumo.

Por fim, o setor de casa e jardim também indica algumas alterações no interesse dos consumidores em transformar lares em espaços de trabalho, com as pesquisas de cadeira para escritório (1.254.000 x 417.200) superando as de colchões. “De qualquer modo, dados como esses, ressaltam o quanto é importante analisar o mercado, a concorrência e ter ideias para aplicar. Por exemplo, com a quarentena, CTAs com apelo de “entrega no mesmo dia”, “frete grátis”, “garantia”, se tornaram mais importantes até mesmo que “descontos”, finaliza Casagrande.

Para ver o estudo completo, acesse:http://pt.semrush.com/blog/tendencias-de-marketing-digital-para-ecommerce/

Tags, , , ,

Samsung inicia venda oficial do Galaxy Note20 | 20 Ultra 5G, Watch3, Buds Live e Tab S7 no Brasil

A Samsung inicia, nesta sexta-feira (18), a venda oficial no Brasil dos novos integrantes do Ecossistema Galaxy: Note20 | 20 Ultra 5G, Watch3, Buds Live e Tab S7. Os dispositivos já podem ser encontrados em lojas físicas¹ e online da Samsung e também em redes varejistas parceiras. E, até este domingo (20), haverá benefícios especiais na compra.

• Galaxy Note20 | 20 Ultra 5G

Galaxy Note20 | 20 Ultra 5G. Imagem meramente ilustrativa

Os novos Galaxy Note20 | 20 Ultra 5G são os mais poderosos smartphones já desenvolvidos para a linha Galaxy Note, oferecendo recursos que aumentam a produtividade no trabalho e potencializam os momentos de diversão, com soluções para quem busca aproveitar ao máximo cada ocasião. A Samsung aprimorou a S Pen, que agora conta com latência ultrabaixa, e aperfeiçoou o conjunto de câmera, oferecendo, inclusive, gravações em resolução 8K.

O Galaxy Note20 5G está disponível pelo preço sugerido de R﹩ 6.499,00, enquanto o Galaxy Note20 Ultra 5G tem o preço sugerido de R﹩ 7.999,00. Até este domingo (20), quem adquirir um Galaxy Note20 5G ou um Galaxy Note20 Ultra 5G e se cadastrar no site Samsung Para Você entre 18/09/2020 e 18/10/2020 ganhará² um voucher de R﹩ 2.000,00 para compras em produtos Samsung.

• Galaxy Watch3

Galaxy Watch3, Bronze | Imagem meramente ilustrativa

O Galaxy Watch3 é confortável, moderno e luxuoso. O smartwatch combina design premium, elaborado em aço inoxidável e couro de alta qualidade, e desempenho, com ferramentas que permitem que o usuário esteja sempre conectado, em qualquer lugar e horário, e monitore indicadores de saúde e bem-estar³.

O smartwatch está disponível em dois tamanhos, na versão de 41mm, nas cores Bronze e Prata, com preço sugerido de R﹩ 2.799,00 e na versão de 45mm, na cor Preta, com preço sugerido de R﹩ 2.999,00. Até este domingo (20), quem comprar um Galaxy Watch3 e se cadastrar no site Samsung Para Você entre 18/09/2020 e 18/10/2020 ganhará4 um voucher de R﹩ 700,00 para compras de produtos da Samsung.

• Galaxy Buds Live

Galaxy Buds Live | Imagem meramente ilustrativa

O Galaxy Buds Live foi projetado com um design inovador, que foge aos formatos tradicionais que estamos acostumados a ver em fones de ouvido sem fio. O dispositivo proporciona uma aparência mais natural, com design ergonômico, e também oferece uma experiência sonora do mais alto nível e bateria de longa duração, com até 21 horas de autonomia5.

O fone de ouvido sem fio tem preço sugerido de R﹩ 1.299,00. Para quem adquirir um Galaxy Buds Live até este domingo (20) e seguir o mesmo procedimento e prazo de cadastro, o voucher recebido6 será de R﹩ 400,00 para compras em produtos Samsung.

• Galaxy Tab S7

Galaxy Tab S7 | Imagem meramente ilustrativa

O tablet Galaxy Tab S7 reúne a conectividade de um smartphone e o de desempenho de um computador, possibilitando que os usuários desfrutem de uma experiência de alto nível nos mais diversos tipos de atividades do cotidiano, como participar de videoconferências, visualizar apresentações, consumir conteúdo em plataformas de streaming de vídeo e curtir jogos eletrônicos que exigem grande performance.

Disponível em versões Bronze e Preto, o tablet tem o preço sugerido de R﹩ 6.599,00. Quem comprar um Galaxy Tab S7 até este domingo (20) e se cadastrar no site Samsung Para Você entre 18/09/2020 e 18/10/2020, ganhará7 uma Capa Teclado.

Tags, , , , ,

Squid promove evento gratuito sobre marketing de influência

Squid, empresa líder em marketing de influência e comunidades no Brasil, promove nos dias 22, 23 e 24 de setembro, às 10h, o evento online gratuito “Jornada da Influência”. Com o objetivo de levantar o debate sobre o atual cenário do marketing digital e apresentar uma metodologia exclusiva e desenvolvida pela startup, as palestras também vão explorar o posicionamento das marcas e sobre como é possível ajudá-las a trabalhar seus valores de maneira autêntica.

“O marketing de influência ganha cada vez mais notoriedade entre as marcas e a nossa ideia é apresentar estratégias para que essa relação seja cada vez mais eficaz. Justamente daí surgiu a ideia de criarmos a metodologia que chamamos de Jornada da Influência, a qual vamos discutir no evento, bem como os próximos passos desse mercado”, pontua Felipe Oliva, cofundador e CSO da Squid, que será um dos palestrantes do evento, junto com Rafael Arty, Head do Comercial da empresa.

Além disso, o Jornada da Influência ainda conta com nomes como Babi Bono (Vice Presidente do Comitê de Social Media, Native Content e Creators do IAB e Creative & Content Strategist), Bruno Honório (Analista de Pesquisa e Estratégia da Mutato), Ellen Rocha (Content Manager da 99), Nayara Ruiz (Gerente de Redes Sociais do Bradesco), Rafael Martins (CEO Share), Heloísa Souza (Gerente de Comunicação d’O Boticário) e Isa Meirelles (Creator e cofundadora @redesignforall)

A rodada de palestras acontece pela manhã, às 10h e às 15h o evento apresenta um workshop para mostrar de forma prática como criar narrativas com relevância para o mercado e como a metodologia da Squid funciona no dia a dia das campanhas.

Serviço:

O que: Jornada da Influência
Onde: nos canais oficiais da Squid ( Instagram,LinkedIn YouTube)
Quando: dias 22, 23 e 24 de setembro às 10h (evento) e às 15h (workshop).
O evento é gratuito e para se inscrever é só acessar aqui.

Tags, ,

Havaianas promove plateia virtual em torneio beneficente da World Surf League, o Onda do Bem

Surfe e Havaianas se conectam de diversas formas, ambos são associados a momentos de sol, praia, descontração, alegria e boas energias. Quando tudo parece mais cinza, a marca mostra ao Brasil que os dias podem ser mais coloridos. No dia 18 de setembro, das 16h às 21h, acontece o torneio beneficente Onda do Bem da maior plataforma de surf do mundo, a World Surf League, a qual Havaianas é patrocinadora.

Com 15 dos melhores surfistas brasileiros e 10 celebridades nacionais presentes, o Onda do Bem será uma oportunidade especial de curtir a volta do surfe à telinha. A Havaianas levará o público apaixonado pelo esporte para dentro da emoção da competição com caráter social. Por videochamada, as pessoas que se cadastrarem poderão participar do evento mesmo de longe e em um lugar privilegiado: na areia, de frente à área das competições através do telão e, ainda, com direito ao acesso de uma câmera exclusiva do evento. Tati West, um dos grandes nomes brasileiros do surf também é presença confirmada na plateia virtual da Havaianas. As inscrições podem ser feitas através do site plateiacoloridahavaianas.com.br e são limitadas. A ação foi criada e executada pela agência de marketing esportivo, 213 Sports.

“Em tempos de isolamento social, pensamos que a Havaianas poderia proporcionar um momento de alegria e descontração para os fãs de surfe sem sair de casa. Infelizmente não teremos o calor humano e a aglomeração da nossa torcida apaixonada nas areias, mas teremos muitas boas energias e uma experiência exclusiva que será inesquecível para quem irá participar da Plateia Virtual”, explica Pedro Dau de Mesquita, Diretor Comercial da 213 Sports.

Sabendo que o momento pede #DiasMaisColoridos, essa é uma ação que une a necessidade do distanciamento pedida pelo momento delicado, mas que faz acontecer uma celebração importante no retorno do surf. “Estamos vivendo um momento que pede cuidado e carinho e trazer um pouco de descontração e dias mais coloridos às pessoas junto à comunidade do surfe é uma forma leve de voltarmos a falar em esporte e entretenimento, duas áreas muito afetadas nos últimos meses. Havaianas e Surfe têm uma história de longa data e nós não poderíamos ficar de fora desse momento tão especial para o WSL que é o Onda do Bem. Além de reunir uma turma tão bacana, também traz uma causa social atrelada ao evento que é fundamental hoje em dia”, salienta Mafê Albuquerque, diretora de Comunicação Global de Havaianas.

O evento acontecerá em uma praia não divulgada para evitar a presença do público e, assim, aglomerações. Todos poderão acompanhar ao vivo pelas plataformas da WSL (no portal da Liga confira aqui e Youtube assista aqui), além do canal de TV por assinatura SporTV (a partir das 19 horas).

O campeonato que acontece aqui no Brasil será apresentado em um formato único de surfe noturno. Repleto de cores, luzes neon e com as incríveis imagens das pranchas iluminadas com LED no mar, o evento promete uma experiência especial para quem assistir. O Onda do Bem leva esse nome porque pretende unir surfe, lifestyle e solidariedade. Todo valor que seria voltado às premiações será destinado ao Projeto Ondas, Organização da Sociedade Civil – OSC, fundada em 2007, pelo ex-atleta do WCT e bicampeão brasileiro de surfe Jojó de Olivença, cuja missão é contribuir para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, utilizando o surfe como instrumento para o aprendizado e inclusão social. Além disso, os interessados poderão fazer doações por meio de um QR Code, exibido durante a transmissão. O Projeto Ondas foi escolhido pelos atletas por meio de votação.

Tags, , , ,

Google News Initiative apoia crescimento digital de veículos de imprensa em todo o mundo

Por Ben Monnie, Diretor de Soluções para Parcerias Globais, Google News Initiative

A Google News Initiative (GNI) foi criada em 2018, e desde então trabalhamos com veículos de imprensa de diferentes tamanhos para apoiar o processo de adaptação aos desafios de um mundo cada vez mais digital – com impacto no modelo de negócios das organizações de comunicação e nos hábitos de consumo do público. Programas como os GNI Labs ajudam as editoras a enfrentar questões específicas como assinaturas digitais, publicidade e dados. Já ferramentas como a News Consumer Insights orientam milhares de redações do planeta a descobrir como aumentar a audiência na internet.

A Google News Initiative (GNI) foi criada em 2018, e desde então trabalhamos com veículos de imprensa de diferentes tamanhos para apoiar o processo de adaptação aos desafios de um mundo cada vez mais digital – com impacto no modelo de negócios das organizações de comunicação e nos hábitos de consumo do público. Programas como os GNI Labs ajudam as editoras a enfrentar questões específicas como assinaturas digitais, publicidade e dados. Já ferramentas como a News Consumer Insights orientam milhares de redações do planeta a descobrir como aumentar a audiência na internet.

Ao longo desse período, aprendemos com nossos parceiros que a transição para o digital não acontece da noite para o dia. Ela exige meses e até anos de trabalho árduo para atrair e desenvolver pessoas com uma cabeça voltada para o digital, adotar estratégias baseadas em dados e criar uma cultura que ponha o leitor em primeiro lugar. O objetivo da GNI é apoiar veículos e editoras a fazerem essa transformação.

Por isso, apresentamos hoje um programa global criado para ajudar organizações de imprensa a percorrer o complexo universo da transição digital. O Programa de Crescimento Digital da GNI é gratuito e voltado para veículos de pequeno e médio porte em todo o mundo. A ideia é ajudar a desenvolver as habilidades necessárias para acelerar o crescimento dos negócios on-line. O programa se baseia em tudo o que já aprendemos com outros projetos da GNI, e ele é fruto da colaboração com especialistas do setor – incluindo FT Strategies (do Financial Times), as consultorias FTI Consulting Mather Economics, e associações do setor de imprensa como INMA (Associação Internacional de Veículos de Notícia), Local Media Association (Associação de Imprensa Regional) e WAN-IFRA (Associação Mundial de Editores de Notícia).

A princípio, o Programa de Crescimento Digital da GNI vai centrar esforços em cinco áreas temáticas: Receita vinda dos leitores, Ampliação e engajamento de audiência, Receita publicitária, Dados e Produto. O currículo inclui guias repletos de exemplos práticos e reais, exercícios interativos que ajudam a resolver problemas de negócios, oficinas e workshops para simular situações verdadeiras e laboratórios que oferecem apoio e consultoria individualizados. Inicialmente, vamos nos concentrar no tema Receita vinda dos leitores, e as outras áreas serão abordadas ao longo dos próximos meses. Os veículos participantes terão acesso a:

•Um guia abrangente com estratégias e exemplos reais para ajudar a criar e otimizar um modelo de geração de receita vinda de leitores;
•Um conjunto de exercícios interativos, entre eles um para Dimensionamento de Oportunidades, que ajuda os veículos a calcular o potencial de receita gerada por leitores; um Diagnóstico de Funil de Usuário, para identificar áreas de melhoria em diferentes métricas de desempenho de receita vinda dos leitores; e um exercício de Identificação de Objetivos, para criar um plano de longo prazo para aumentar a receita gerada pelos leitores;
• Oficinas conduzidas por grandes especialistas no setor, oferecendo recomendações de negócios;
• GNI Labs, nos quais um grupo de veículos recebe apoio personalizado e consultoria individual oferecida pelos parceiros do Google

As editoras e organizações participantes podem acessar os guias e exercícios gratuitos a qualquer momento na central on-line da GNI. As oficinas estão disponíveis por ordem de chegada e os Labs serão oferecidos mediante inscrição. Para se inscrever na primeira série de oficinas, acesse a página do Programa de Crescimento Digital da GNI.

O programa se baseia numa edição semelhante lançada recentemente na Europa, e já é oferecido em dez idiomas: inglês, espanhol, português, francês, italiano, polonês, alemão, coreano, japonês e bahasa Indonésia. Com o passar do tempo, o currículo está evoluindo – e vamos acrescentar sessões específicas para editores, como Transformação do Impresso ao Digital e Startups Digitais.

Há tempos o Google investe no apoio a veículos de imprensa, num período em que o modelo de negócios precisa se ajustar às constantes mudanças no cenário da comunicação. Pensando nisso, compartilhar nossas descobertas com o maior número possível de veículos sempre foi uma das principais missões da Google News Initiative. Agora, graças ao Programa de Crescimento Digital da GNI, estamos animados para trabalhar com mais organizações do setor de notícias, adaptando a forma de pensar sobre negócios digitais, criando novas oportunidades de geração de receita e garantindo crescimento sustentável no mundo on-line. Por Ben Monnie, Diretor de Soluções para Parcerias Globais, Google News InitiativeAs editoras e organizações participantes podem acessar os guias e exercícios gratuitos a qualquer momento na central on-line da GNI. As oficinas estão disponíveis por ordem de chegada e os Labs serão oferecidos mediante inscrição. Para se inscrever na primeira série de oficinas, acesse a página do Programa de Crescimento Digital da GNI.

O programa se baseia numa edição semelhante lançada recentemente na Europa, e já é oferecido em dez idiomas: inglês, espanhol, português, francês, italiano, polonês, alemão, coreano, japonês e bahasa Indonésia. Com o passar do tempo, o currículo está evoluindo – e vamos acrescentar sessões específicas para editores, como Transformação do Impresso ao Digital e Startups Digitais.

Há tempos o Google investe no apoio a veículos de imprensa, num período em que o modelo de negócios precisa se ajustar às constantes mudanças no cenário da comunicação. Pensando nisso, compartilhar nossas descobertas com o maior número possível de veículos sempre foi uma das principais missões da Google News Initiative. Agora, graças ao Programa de Crescimento Digital da GNI, estamos animados para trabalhar com mais organizações do setor de notícias, adaptando a forma de pensar sobre negócios digitais, criando novas oportunidades de geração de receita e garantindo crescimento sustentável no mundo on-line.

Tags,

Uma maneira mais rápida e fácil de gerenciar a presença de sua empresa no Facebook e Instagram

Por Sheryl Sandberg, COO do Facebook

Com menos clientes frequentando lojas e restaurantes durante a pandemia, as pequenas empresas precisaram encontrar novas maneiras para encontrar seus clientes online e vender. As ferramentas gratuitas e os anúncios personalizados do Facebook têm sido uma salvação para muitos destes negócios que estão fazendo essa transição – e temos trabalhado para criar produtos como as Lojas do Facebook, para facilitar a exibição de seus produtos e a venda direta.

Hoje (17) apresentamos o Facebook Business Suite, uma nova interface para ajudar as empresas a economizarem tempo e se manterem atualizadas, gerenciando suas Páginas do Facebook e Perfis do Instagram em nossos aplicativos. Este novo espaço permite o agendamento e a postagem em ambas plataformas ao mesmo tempo, além de gerenciar e receber mensagens, notificações e alertas em um só lugar. As pequenas empresas também poderão ver facilmente os posts e campanhas que estão funcionando e, com os insights do Facebook e Instagram, saber o que está fazendo sucesso entre os clientes.

Estamos lançando o Facebook Business Suite primeiro para as pequenas empresas, mas este é um investimento de longo prazo, feito para torná-lo a principal interface para empresas de todos os tamanhos que usam o Facebook, Messenger, Instagram e WhatsApp. A partir de hoje, o Facebook Business Suite está disponível para pequenas empresas do mundo todo e, no ano que vem se expandirá e será oferecido também para as grandes empresas.

Os últimos meses foram difíceis para as pequenas empresas de todas as regiões e, embora haja motivos para otimismo, ainda há muitas incertezas pela frente. Mas aconteça o que acontecer, o Facebook continuará a fazer tudo o que puder para ajudar os pequenos empresários a se adaptar, sobreviver e prosperar online.

Como começar

Para obter o máximo do Facebook Business Suite, recomendamos que você primeiro vincule suas contas empresariais do Facebook e Instagram , caso ainda não o tenha feito. Após realizar esta etapa, você pode conferir algumas maneiras de aproveitar as vantagens de seus principais recursos:

• Visualize as atualizações rapidamente: na tela inicial do Business Suite, veja todos os alertas, mensagens, comentários e outras atividades essenciais do Facebook e Instagram que precisam de sua atenção, o que permitirá que você priorize e gerencie facilmente suas atividades de negócios ao longo do dia. Tente configurar uma resposta automática personalizada para perguntas comuns e crie um atalho para agilizar as respostas.

• Compartilhe com suas comunidades do Facebook e Instagram: crie um novo post no feed do seu Facebook e Instagram e, a seguir, agende a publicação para um horário que cause impacto no público que deseja alcançar.

• Entenda o que está funcionando: vá até a guia de “Insights” para ver insights sobre alcance, engajamento e desempenho de postagem no Facebook e Instagram. Veja o que mais está repercutindo entre clientes e otimize seus esforços para cada plataforma.

• Aumente seu público: considere impulsionar uma postagem ou criar um anúncio para que mais pessoas vejam e se envolvam com seu conteúdo.

Acessando Business Suite

Para acessar o Business Suite, faça login na conta do Facebook associada à sua empresa. Se você for elegível, será redirecionado automaticamente para o Business Suite ao visitar business.facebook.com no desktop.

Se você já estiver usando o aplicativo Gerenciador de Páginas no celular, verá automaticamente a opção para migrar para Business Suite. Mas se você não estiver usando o aplicativo Gerenciador de Páginas, pode visitar as lojas de aplicativos iOS ou Android para baixar o aplicativo Facebook Business Suite.

O Facebook Business Suite será lançado em setembro, gradualmente. Observe que, no momento, este produto não se destina a quem usa o Gerenciador de Anúncios para publicidade. Para saber mais sobre o Facebook Business Suite, visite nossa Central de Ajuda .

Tags, , , ,

Entendendo a audiência “fique em casa”

A realidade imposta pelo isolamento social criou um novo público: a audiência “fique em casa”. Com o distanciamento entre as pessoas e as opções de lazer restritas, fica cada vez mais clara a faceta multiplataforma e a autonomia das pessoas em navegar por diferentes canais e meios pelo conteúdo que querem, quando querem e da forma mais conveniente para cada indivíduo. As ofertas de conteúdo se multiplicam com a mesma agilidade que o comportamento de consumo de mídia se transforma. Dados da Kantar demonstram as tendências de consumo de streaming e de TV linear no Brasil e em diversos outros países.

Com menos lazer e interação social, as pessoas estão passando mais tempo de frente as telas. Após o decreto da pandemia em países como China, Espanha, Turquia, Suíça, Reino Unido e Brasil, o público das emissoras de TV se comportaram de forma similar entre esses países demostrando um pico de audiência em relação ao mesmo período de 2019. Passados quatro meses de isolamento social observa-se a tendência de retorno aos patamares do ano passado. Quando analisados os meios de acesso a esses conteúdos de vídeo, Reino Unido e Finlândia demonstram que suas audiências são equilibradas entre a TV linear e o acesso às plataformas digitais das emissoras. Apenas 1% (Reino Unido) e 3% (Finlândia) da audiência consumiram conteúdo restritamente por meio digital. Porém, vale observar que de forma complementar e não substitutiva. Já a Noruega apresentou um uso mais acentuado apenas das plataformas digitais das emissoras de TV, 19%.

No Brasil a predominância dos acessos a conteúdo de vídeo é por meio da TV, seguido do smartphone e do computador. Foram analisadas três plataformas de vídeo: o Netflix, o Youtube e BVOD (plataformas digitais das emissoras). 58% dos brasileiros acessam o Netflix pela TV, 36% pelo celular e 5% pelo computador. Já o Youtube tem 66% dos seus acessos pelo celular, 18% pelo computador e 16% pela TV e as plataformas digitais das emissoras de TV seguem tendência similar do Netflix, 53% pela TV, 33% pelo celular e 13% por meio do computador. “Dentro de um cenário de múltiplas escolhas e de intensa competição nunca foi tão urgente entender a audiência. Não só o que ela consume, mas como acessa essa imensa gama de ofertas. A única maneira de produtores de conteúdo, emissoras de televisão, anunciantes e agentes de publicidade criarem experiência melhores é por meio da medição de audiência e identificação do perfil do consumidor cross mídia”, afirma Amada Signorine, diretora de Desenvolvimento de Negócios Internacionais da Kantar IBOPE Media.

De acordo com o Data Stories, levantamento da Kantar IBOPE Media, 57% dos brasileiros acessam a internet exclusivamente por meio de smartphones. Quanto menos equipamentos são usados, menos interesse em atividades que vão além do envio de mensagens instantâneas e do acesso às redes sociais. Já quando o número de aparelhos que a pessoa utiliza rotineiramente aumenta, mais atividades são realizadas. Ainda segundo o levantamento, 73% dos usuários de internet afirmam que o consumo de streaming de vídeo (pago ou gratuito) aumentou após o início da pandemia. Neste ano, o número de assinantes de serviços de streaming atingiu 36% contra 29% no mesmo período do ano passado.

O Brasil já possui tecnologias de medição de audiência cross mídia capazes de identificar o acesso por aparelho, plataforma e perfil dos indivíduos. “O CMAM – Cross Media Audience Measurement – é uma tecnologia que a Kantar IBOPE Media implementada no Brasil com a capacidade multidisciplinar de detalhar do consumo de streaming e da TV linear, identificando o que é acessado, por quais dispositivos e por quais plataformas cross mídia. Além disso, gera uma série de insights para formulação de estratégias mais robustas para os produtores de conteúdo, anunciantes e agentes de publicidades”, completa Amanda Signorini.

Twitter e Otima expandem parceria inédita para exibição de conteúdo curado nas telas digitais no OOH de São Paulo e Rio de Janeiro

A partir desta semana, o conteúdo do Twitter Moments Brasil ( @MomentsBrasil), que reúne e dá contexto às conversas mais relevantes da plataforma todos os dias, será exibido em telas digitais da Otima, empresa de mídia out-of-home, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Este é mais um passo na parceria selada entre Otima e Twitter que, atualmente, já traz Tweets e dados de conversas específicas na plataforma aos painéis digitais espalhados pelas capitais.

O perfil do @MomentsBrasil, atualizado pela equipe de curadores do Twitter, organiza e contextualiza, em uma narrativa simples de ser acompanhada, Tweets relevantes que já existem na plataforma. O objetivo é fornecer, para quem está na rua, conteúdos de qualidade sobre as conversas de maior destaque que estão acontecendo naquele momento no Brasil e no mundo.

“A área de inovação da Otima, junto com a equipe do Twitter, desenvolveu uma tecnologia proprietária para o consumo da API de dados do Twitter. Tal consumo de conteúdo nunca foi realizado por nenhum veículo de OOH. Além do backend, a Otima criou o layout que exibe as informações nas telas, tal design foi aprovado pelo Twitter”, disse Ludhiana Brock, Diretora de Inovação, Tecnologia, Produtos & Projetos Especiais da Otima.

“Visando a nova estratégia O2O (off-line to online), a Otima poderá mensurar o volume de usuários que partem da plataforma do Out Of Home para a plataforma digital do Twitter, isso é possível pois todas as exibições do Moments contam com um QR code que aponta para o Tweet original, cada vez que um código é escaneado a ação é computada nos servidores da Otima e assim potencializamos a conversa entre os dois meios”, completou.

Tags, , ,

Otimismo e solidariedade: duas lições de casa para as marcas

Segundo estudo da Kantar, 65% das empresas esperam que seus negócios se recuperem dos impactos causados pela atual crise no período de seis meses a um ano. Essa pode ser uma onda de otimismo que muitas marcas vão conseguir surfar caso se mantenham atentas às mudanças de comportamento do seu público. Isso porque 97% dos entrevistados acreditam que os hábitos dos consumidores vão mudar depois da pandemia.

A última edição do BrandZ, ranking das marcas mais valiosas do mundo produzido pela Kantar, mostra que 51% das empresas que se destacaram no ranking acreditam que suas marcas desempenham um papel cada vez maior no apoio à sociedade e ao governo. “Essa tendência acompanha o crescente número de consumidores que não levam em conta somente a qualidade dos produtos e serviços ofertados, mas também os valores, posicionamento e causas adotadas pelas empresas”, comenta David Fiss, Diretor de Client Service & New Business da Kantar – Worldpanel Division. O estudo reforça outras duas tendências: a transformação digital e o cuidado com a saúde dos colaboradores. 51% das marcas acreditam no movimento digital e querem melhorar o acesso à dados e 62% oferecem programas de saúde mental para seus colaboradores.

Tags, ,