Author admin

Socialbakers aponta hashtags mais utilizadas no Brasil em 2020

O ano de 2020 foi, sem dúvidas, o ano das redes sociais. O isolamento social fez com que as pessoas buscassem as mídias para se informar, conversar com entes queridos e comprar. Como era esperado, houve grande movimentação nas hashtags. Assim, a Socialbakers, plataforma líder global em soluções para a otimização de performance corporativa em redes sociais, fez um levantamento das 10 hashtags mais usadas neste ano no Instagram e no Facebook.

Com o coronavírus sendo o assunto no mundo todo, nas plataformas não seria diferente. Impulsionada pelo isolamento social, a hashtag mais usada tanto no Instagram quanto no Facebook foi #fiqueemcasa. Além disso, a sua variação #ficaemcasa também aparece no ranking. E o motivo de tudo isso, é claro, a #covid19 foi bastante citada pelos usuários, aparecendo também em ambas as redes.

Veja a lista completa:

Facebook

1 – #fiqueemcasa
2 – #diadospais
3 – #tbt
4 – #diadosnamorados
5 – #carnaval
6 – #covid19
7 – #diadocliente
8 – #coronavírus
9 – #ficaemcasa
10 – #repost

Instagram

1 – #fiqueemcasa
2 – #tbt
3 – #diadospais
4 – #diadosnamorados
5 – #repost
6 – #carnaval
7 – #quarentena
8 – #ficaemcasa
9 – #diadasmaes
10 – #covid19

Tendências que moldarão o cenário de mídia de 2021: assinante-bumerangue, social e-commerce e dados abundantes

Parece que uma década de evolução de mídia foi acelerada em alguns poucos meses. O consumo de mídia em casa cresceu, enquanto a confiança do consumidor e os investimentos publicitários sofreram redução ao longo de 2020. Para entender o que esperar no próximo ano, as Tendências e Previsões de Mídia da Kantar fornecem insights sobre quais comportamentos do público e dinâmicas de indústria vieram para ficar.

A nova edição do estudo reúne artigos e opiniões de especialistas da Kantar pelo mundo e com múltiplas visões sobre temas que vão impactar a indústria de mídia, trazendo uma imersão nos comportamentos do consumidor no próximo ano e as principais estratégias projetadas para reaquecer e estimular o crescimento econômico.

Em 2021, os comportamentos das audiências serão ainda mais complexos e difíceis de decifrar. Entre os consumidores de vídeo, por exemplo, temos o assinante-bumerangue, que vai migrar entre plataformas sob demanda e serviços de streaming, aumentando a necessidade de entender e monetizar a audiência em todos os meios.

O marketing de influência se tornará um recurso cada vez mais importante na indústria publicitária, enquanto o e-commerce vai se integrar de vez com as redes sociais, promovendo um fluxo de compra tangível e imediato. Outros hábitos considerados ultrapassados vão ressurgir, como a TV se tornando um ponto de encontro para a interação social, mesmo com o crescimento de outras fontes de conteúdo, à medida que os telespectadores priorizam a importância das relações familiares e o compartilhamento do tempo de qualidade.

Em contrapartida, anunciantes, veículos e plataformas de redes sociais terão que reavaliar como as estratégias de mídia são formuladas. Garantir que uma marca permaneça relevante enquanto gera demanda exigirá uma estratégia baseada em dados e insights proprietários com mais valor se integrada com fontes externas que sejam confiáveis e validadas pelo mercado.

Com a necessidade de maximizar esforços com orçamentos cada vez mais restritos, a prática de Analytics será intrínseca a todos os aspectos do marketing e do gerenciamento de campanhas, desde a criação e otimização do mix de mídia até a elementos mais amplos, como as estratégias de canal e os planos de inovação. Diante da impossibilidade de rastrear a mídia digital em um futuro sem “cookies”, as marcas precisarão se adaptar rapidamente aos métodos híbridos de medição da eficácia de anúncios e ROI.

Outro ponto importante para 2021: as empresas terão que acelerar a compreensão de como o ativismo impacta na força da marca; seu propósito e crenças serão ilustrados em suas escolhas de mídia, assim como em estratégias de desenvolvimento criativo, e uma importância ainda maior será colocada em entender o contexto de onde os anúncios aparecem e como eles são otimizados para funcionar em cada ambiente.

Leia os artigos completos dos especialistas da Kantar e saiba mais sobre as tendências e previsões de mídia para 2021. O arquivo está disponível gratuitamente neste link.

Stories do Instagram: Squid lança novo estudo que analisa a rede

Squid, empresa líder em marketing de influência e comunidades do Brasil, acaba de lançar “A Nova Hora do Rush dos Stories”, que busca metrificar os stories produzidos pelos influenciadores no Instagram. Para isso, a startup analisou os conteúdos de 4 mil influenciadores cadastrados em sua base e mais de 400 mil posts, no período entre outubro de 2019 até junho de 2020. Foram quase 1.700 horas de material produzido, o que representa 70 dias de publicações ininterruptas. Esse volume atingiu mais de 480 milhões de impressões.

O estudo demonstra que o formato predileto entre o público são as postagens em vídeo, com cerca de 54% do volume de conteúdos postados na rede. Os vídeos também contam com maior engajamento, representando 72% do engajamento nesse formato quando comparado com fotos. “O conteúdo postado no feed, em geral, tem um maior trabalho estético. Seja na aplicação de filtros, construção de legendas e aplicação de hashtags. Já os stories são um formato que privilegia o real time, são mais espontâneos e muito explorados pelos creators. Sob a perspectiva dos anunciantes que desejam trabalhar com esse formato, os conteúdos em stories, trazem uma potência perfeita ao trazer o olhar dos influenciadores dentro de um contexto ainda mais real e autêntico sobre seus produtos e serviços”, explica Isabela Ventura, CEO da Squid.

O dia em que ocorrem mais postagens nesse formato do Instagram é de sexta-feira. Isso representa quase 16% do total, ou seja, a cada seis stories postados durante a semana, um foi realizado na sexta. O levantamento também traça o perfil do influenciador que mais posta stories no Instagram. Em média, é mulher, entre 25 e 34 anos e da categoria “Lifestyle”.

Além disso, é possível entender quais segmentos de interesse usam mais a ferramenta do Instagram e como o público consome esse conteúdo. As categorias de “Lifestyle” e “Beleza, maquiagem e cosméticos” são as que os influenciadores mais postam stories e também a que conta com maior engajamento da audiência. “No entanto, categorias como ‘Humor’, ‘Música’, ‘Espiritualidade e Meditação (Energia)’ e ‘Construção Civil’, estão entre as mais bem colocadas quando pensamos em engajamento”, ressalta a CEO.

Buscas por Disney+ crescem 1600% no Brasil

Não é novidade que as buscas por serviços de streaming cresceram desde o início do isolamento social no Brasil. E em novembro os brasileiros ganham mais uma plataforma para maratonar seus conteúdos favoritos, a Disney+. Para avaliar o cenário e checar quais são as plataformas mais buscadas no país e quais cresceram mais, a SEMrush , líder global em marketing digital, realizou um levantamento que apontou o crescimento nas buscas por Disney+ no Google em 1600%, comparando setembro de 2020 com janeiro de 2019.

Mesmo com o crescimento expressivo do novo streaming, a Netflix ainda é líder no volume de buscas. A média mensal de buscas no mesmo período ficou em mais de 13,1 milhões. Logo depois, vem a Globoplay, com média de 3,6 milhões mensais, seguida pela Amazon Prime, com 1,4 milhão de buscas. Telecine Play vem em quarto lugar, com 366 mil buscas, e logo depois vem a plataforma de desenhos japoneses Crunchyroll, com 315 mil. Veja abaixo o top 10 em buscas dos serviços de streaming no Brasil.

1) Netflix: 13,1 milhões
2) Globoplay: 3,6 milhões
3) Amazon Prime: 1,4 milhão
4) Telecine Play: 366 mil
5) Crunchyroll: 315 mil
6) HBO Go: 288 mil
7) Disney+: 81 mil
8) Playplus: 61 mil
9) Hulu: 38 mil
10) Looke: 33 mil
*média mensal de janeiro de 2019 a setembro de 2020

Já em relação ao crescimento, em primeiro lugar está o UOL Play, com incremento de mais de 38.600%, que reúne canais on demand e ao vivo. Logo em seguida, com crescimento de 9400%, está o Cinema Virtual, que funciona como um cinema físico com a venda de ingressos para determinados filmes. Em terceiro lugar, está o Darkflix, streaming brasileiro de filmes de terror, que cresceu mais de 7200% no período. Em quarto lugar, a Disney+ com crescimento de 1600%, seguida pela Spcine Play, plataforma de streaming pública, com 1025%. Veja abaixo o top 10 dos streamings que mais cresceram em buscas no país:

1) UOL Play: 38.600%
2) Cinema Virtual: 9400%
3) Darkflix: 7200%
4) Disney+: 1600%
5) SPCine Play: 1025%
6) Amazon Prime: 1013%
7) Playplus: 508%
8) Quibi: 309%
9) Crunchyroll: 233%
10) Peacock 175%*média mensal de janeiro de 2019 a setembro de 2020

De acordo com Fernando Angulo, Head of Communications da SEMrush, com o surgimento de diversos serviços de streaming, é importante que as empresas compreendam os dados e o cenário dos países de atuação para traçar estratégias assertivas. “Em um momento de grande competitividade no mercado, os dados ajudam a compreender melhor o público e suas preferências. Quem está no topo das buscas precisa manter sua posição e buscar crescimento, enquanto quem está crescendo pode aproveitar a oportunidade para expandir o conhecimento sobre seu negócio”, aponta o executivo.

Produções originais Disney+

Com a estreia do novo streaming, a SEMrush também levantou quais foram as produções originais mais buscadas pelos brasileiros. Seguem as 10 campeãs em média mensal de buscas:

1) Mulan: 146 mil
2) High School Musical: 69 mil
3) Loki: 56 mil
4) Esqueceram de Mim: 45 mil
5) The Mandalorian: 44 mil
6) Clouds: 38 mil
7) Gavião Arqueiro: 20 mil
8) A Dama e o Vagabundo 18 mil
9) Stargirl: 18 mil
10) WandaVision: 14 mil*média mensal de janeiro de 2019 a setembro de 2020

Spotify lança “Seus Episódios”, novo recurso para podcasts

Não é muito mais legal quando conseguimos criar playlists para reunir todas as músicas que amamos em um só lugar? Pensando nisso, a partir de hoje, o Spotify está tornando mais fácil o modo de salvar e encontrar seus episódios de podcast salvos, com o lançamento do recurso Seus Episódios.

Com Seus Episódios, os usuários e ouvintes de podcast do Spotify podem facilmente marcar suas recomendações de episódios, suas descobertas mais recentes e seus favoritos de todos os tempos com apenas um toque! Todos os episódios salvos podem ser encontrados em sua biblioteca na playlist Seus Episódios. Não importa quando você quer ouvir, agora ficou mais fácil de encontrar já que todos os programas estarão salvos em um só lugar.

Legal, né? Funciona assim:

• Salve episódios tocando no ícone “+” em um cartão de episódio ou na página do episódio escolhido;


• Encontre e reproduza episódios navegando até a playlist Seus Episódios, que está fixada na parte superior da Sua Biblioteca nas guias Playlists de Música e Episódios de Podcasts.

Pronto! Fácil e rápido. É importante ressaltar que todos os podcast são gratuitos no Spotify. É só fazer um cadastro de usuário Free para curtir seus podcasts favoritos gratuitamente e muitos outros entre os milhares de programas da plataforma. Aqui nessa página você encontra o passo a passo para criar uma conta no Spotify caso ainda não seja usuário. Além disso, sendo usuário Free ou Premium, você pode salvar podcasts em modo offline para ouvir quando e onde quiser – mesmo quando estiver sem conexão com a internet.

Tags, , ,

Kantar IBOPE Media anuncia medição de publicidade no Facebook

A Kantar IBOPE Media, líder global em inteligência de mídia, passa a integrar os dados de investimento publicitário de Facebook na plataforma Advertising Insights, tornando se a primeira empresa de inteligência de dados a oferecer insights sobre os anúncios em social media de forma e harmônica com dados das atividades publicitárias em outros meios já consolidados. As métricas já disponíveis para clientes dos Estados Unidos e França, agora chegam ao Brasil e são resultados de uma parceria com a Pathmatics, plataforma de tecnologia especializada em aferição de propaganda digital.

“A partir de agora o monitoramento de social ads no aplicativo do Facebook será oferecido na solução de Advertising Insights da Kantar IBOPE Media e vão permitir que os clientes entendam o cenário dos seus investimentos em paralelo a outras atividades publicitárias”, explica Melissa Vogel, CEO da Kantar IBOPE Media.

“Continuamos vendo os anunciantes investirem altos valores em mídias sociais a cada ano”, afirma Gabe Gottlieb, CEO, Pathmatics. “Nossa expansão para o Brasil é um importante passo para oferecer mais visibilidade em termos de mídia digital aos profissionais de marketing e marcas em todo o mundo, o que os ajudará a melhorar seu mix de anúncios, com o acesso a insights mais profundos sobre como os concorrentes estão anunciando no Facebook e no ambiente digital”, complementa Gabe Gottlieb.

Marcas e profissionais de marketing que usam as soluções de monitoramento de mídia da Kantar IBOPE Media tem acesso a uma ampla variedade de dados e insights sobre os investimentos publicitários em diversos meios. A partir de agora, os clientes também podem acompanhar como seus concorrentes estão anunciando no Facebook, incluindo gastos, tipo de anúncios, e criativos. Combinado com os dados de investimentos em mídia em outros meios, esse novo recurso é o primeiro a trazer uma visão mais abrangente das atividades publicitárias.

Os veículos e empresas de mídia também obterão um entendimento mais forte de seu próprio posicionamento competitivo e como eles podem ajudar as marcas a se conectarem com seu público. “Este lançamento e um ótimo exemplo de como os nossos clientes podem otimizar campanhas e aprimorar suas estratégias de marketing multimídia por meio do monitoramento de publicidade da Kantar IBOPE Media. Com esse olhar integrado, os anunciantes podem uniformizar o discurso e as estratégias de suas campanhas em diversos meios”, explica Melissa Vogel.

Samsung inicia venda oficial do Galaxy Z Fold2 5G no Brasil

A Samsung inicia, nesta sexta-feira (13), a venda oficial do Galaxy Z Fold2 5G¹ no Brasil. Projetado com a exata combinação entre design refinado e recursos intuitivos a partir de um formato flexível, o smartphone que reimagina o conceito de dispositivos móveis já pode ser encontrado nas lojas físicas e online da Samsung e também em redes varejistas parceiras.
“A chegada da terceira geração de smartphones com tela dobrável da Samsung reforça o nosso compromisso com os brasileiros, oferecendo o que há de mais moderno e inovador no mercado. Em 2020, já havíamos lançado o Galaxy Fold, o primeiro dispositivo desta categoria no País, e o Galaxy Z Flip. O Galaxy Z Fold2 é o ápice deste novo formato, com uma grande variedade de ferramentas multitarefas”, afirmou Renato Citrini, gerente sênior de produto da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil.

O mais recente smartphone com tela dobrável lançado pela Samsung conta com espaço de tela ainda maior para aprimorar a visualização de e-mails, consulta de mapas em aplicativos de rotas e, claro, com muitas possibilidades de entretenimento, seja assistindo a filmes, séries, navegando pelas redes sociais ou jogando. A tela externa agora conta com 6,2 polegadas², enquanto o display principal apresenta incríveis 7,6 polegadas² com recorte minimizado. Além disso, a taxa de atualização da tela de 120Hz eleva a qualidade, potencializando as transições de imagens. Já o sistema de áudio dinâmico, com alto-falantes duplos e efeito estéreo otimizado, proporciona um som nítido e imersivo.

O Galaxy Z Fold2 5G reúne o modo Flex3 e a Continuidade de Aplicativos4 para permitir que as pessoas tenham a melhor experiência e usufruam de seus aplicativos favoritos, seja com o dispositivo dobrado ou desdobrado. A janela Multi-Ativa5 permite abrir vários arquivos do mesmo aplicativo simultaneamente e visualizá-los lado a lado6. Outra solução focada em auxiliar pessoas com perfil multitarefa é o recurso Múltiplas Janelas, que, a partir da integração do Pareamento de Aplicações e do Painel Edge, gera uma experiência ainda mais cômoda. Já com a ferramenta arrastar e soltar7, basta arrastar textos, imagens e documentos de um aplicativo para outro para realizar uma transferência imediata.

Preço e disponibilidade


O smartphone está disponível com preço sugerido de R$ 13.999,00, em versões em Mystic Black e Mystic Bronze.

*Todas as especificações e descrições fornecidas aqui podem ser diferentes das especificações e descrições reais do produto. A Samsung reserva-se o direito de fazer alterações nesta página e no conteúdo aqui contido, incluindo, sem limitação, funcionalidade, recursos, especificações, GUI, imagens, vídeos, benefícios, design, preços, componentes, desempenho, disponibilidade, recursos e quaisquer outras informações do produto, sem aviso prévio.

¹ Verifique a disponibilidade da banda 5G com a sua operadora.
² As medidas da tela são diagonais e a área real visível é menor devido aos cantos arredondados e à perfuração da câmera.
³ O modo Flex é compatível com aplicativos nativos da Samsung (câmera, videochamada, galeria, reprodutor de vídeo, relógio, calendário) e aplicativos de terceiros, incluindo YouTube, Google Duo e mais por vir.
4 O Continuidade de Aplicativos funciona com aplicativos selecionados; número de aplicativos compatíveis em ascensão por meio de desenvolvedores de terceiros.
5 Os usuários também podem usar a ferramenta Multi-Active Window na tela externa com duas janelas divididas horizontalmente. Multi Active Window funciona com aplicativos selecionados; número de aplicativos compatíveis em ascensão por meio de desenvolvedores de terceiros.
6 Atualmente disponível com três aplicativos nativos, incluindo Samsung Notes, Internet, Myfiles e aplicativos do Office no Microsoft 365.
7 A funcionalidade de arrastar e soltar funciona com aplicativos selecionados, incluindo aplicativos nativos da Samsung, incluindo Gallery, Internet, Message, Myfiles, Samsung Notes e outros, incluindo aplicativos do Office no Microsoft 365, Microsoft OneDrive, Microsoft Outlook, Gmail, Chrome, Google Maps.
8 O serviço pode exigir registro. A cobertura e a disponibilidade da proteção podem variar de acordo com o mercado e exigem registro. O prazo para realizar o cadastro é de 30 dias a partir da data da compra. Informações completas sobre o Galaxy Z Premier Service estão disponíveis em Samsung.com.
Acesse o conteúdo na Samsung Newsroom Brasil: https://news.samsung.com/br/samsung-inicia-venda-oficial-do-galaxy-z-fold2-5g-no-brasil

Usabilidade e personalização do atendimento online se destacam como tendência para o consumo no pós-pandemia

Com o crescimento exponencial dos e-commerces, ter sites responsivos, com boa usabilidade e que proporcionem uma experiência positiva aos usuários têm se mostrado essencial para gerar engajamento, vendas, incentivar a fidelização e fazer com que os clientes queiram continuar a consumir online, mesmo com a reabertura das lojas físicas. É o que apontam os estudos sobre tendências de consumo, realizados pela a Social Miner – empresa que une dados de consumo, tecnologia e humanização para ajudar sites a otimizarem seus resultados -, em parceria com a Opinion Box.

A pesquisa Jornada omnichannel e o futuro do varejo , por exemplo, evidencia que, no futuro, o público pretende explorar ainda mais a omnicanalidade. 49% das pessoas disseram que, em 2021, pretendem mesclar suas compras entre o online e o offline; 52% devem utilizar mais os e-commerces; e 52% vão comprar online para retirar em lojas físicas:

Pensando neste novo cenário e em como as lojas online podem otimizar seus processos e ferramentas para seguir fortes no ambiente digital, Social Miner e Opinion Box buscaram entender também quais fatores os consumidores consideram determinantes para seguir comprando online, mesmo num cenário pós-covid.

Neste sentido, questões relacionadas a segurança ainda são pontos delicados para o público, sendo que 49% não se sentiram seguros comprando online durante a pandemia e 34% deixaram de comprar online por não confiar na loja.

Por outro lado, é possível usar as experiências de outros clientes para fortalecer a reputação da marca nos ambientes virtuais – seja lidando com as queixas de forma transparente e eficiente, seja promovendo bons reviews, sendo que avaliações positivas, por exemplo, levariam 34% dos consumidores omnichannel a priorizar as lojas online.

Além disso, na pesquisa O futuro do consumo num cenário pós-covid19 , a usabilidade dos sites aparece entre os grandes diferenciais necessários para retenção dos consumidores online. 25,8% deles disseram que sites que apresentam uma boa usabilidade – com páginas que carregam rápido, boas imagens dos produtos, recursos para que encontrem os itens com facilidade, entre outros – fariam com que continuassem a comprar nas lojas virtuais. E, com o fim das medidas de isolamento, 14,1% esperam receber menos propagandas e mais sugestões personalizadas.

Outros pontos apontados pelos clientes para continuar comprando online envolvem uma boa comunicação da empresa e agilidade e eficiência no atendimento. Os números mostram que 39,1% querem ter um atendimento fácil e rápido. E para 25% é crucial ter mais informações sobre os produtos.

Nesse sentido, uma alternativa é reproduzir na loja online alguns aspectos da experiência que as pessoas teriam na loja física, detalhando os itens e se atentando também às questões sensoriais, como o toque que tem um tecido, a leveza de um vestido, a sensação de frescor ao usar certo produto. Além, é claro, das especificações como guias de tamanho, cores e de materiais; e recursos visuais, de imagens e vídeos, que mostram detalhes e vários ângulos dos produtos, em cenários diferentes, entre outros.

E o suporte presencial do vendedor também pode ser adaptado aos chats ou outros aplicativos de mensagens, que ajudem a orientar os consumidores, auxiliando-os na tomada de decisão. Afinal, com o fim do isolamento, 18,1% do público espera poder contar com um atendimento personalizado na hora de comprar.

Brasileiros são atraídos por promoções da Black Friday Chinesa

Vídeos sobre Dia dos Solteiros no YouTube tiveram aumento de 117% nas visualizações no Brasil

O Dia dos Solteiros, data promovida pela empresa chinesa Alibaba, impulsiona procura por varejistas nacionais antes mesmo da Black Friday para o comércio mundial. Dados levantados pela Decode, empresa de client acquisition e big data analytics, mostram crescimento do interesse pela data no Brasil, com destaque para aumento de buscas que relacionam o evento às marcas Americanas (850%), Gearbest (500%) e Banggood (250%).

Tradição recente, o Dia dos Solteiros surgiu entre universitários chineses nos anos 1990 e, em 2012, o “duplo 11” (11/11) foi registrado pelo Grupo Alibaba e acabou se tornando o maior evento de vendas online do mundo. Este ano, na imprensa digital brasileira houve 27% mais matérias sobre o assunto, comparado a 2019.

O interesse dos consumidores brasileiros, por sua vez, levou a um crescimento de 117% em visualizações de vídeos sobre o a data no YouTube. No Twitter, os comentários se dividem entre promoções de lojas (62%), quem está ansioso para comprar (33%) e também quem afirma não ter dinheiro para aproveitar as ofertas (5%).

“Ainda que a economia tenha sido impactada pelos efeitos da pandemia, o consumidor brasileiro está atento às ofertas. O surgimento de mais uma grande data do varejo no fim do ano pode estimular uma competição saudável por melhores preços e melhorar a confiança do consumidor na redução praticada pelas lojas”, avalia Lucas Fontelles, Head de Consumer Insights da Decode.

A Decode é uma empresa de dados e client acquisition que, a cada semana, realiza levantamentos de dados e sentimento público sobre temas relevantes do momento em diversas áreas. Essa expertise em comportamento do consumidor é uma das bases das soluções de negócios com foco data-driven e maximização de receita elaboradas pela empresa.

Tags, , , ,

Redescobrindo o offline: as 6 atividades mais realizadas em 2020

O isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus fez com que as pessoas, apesar de estarem mais conectadas, buscassem outras formas de se entreter dentro de casa. Hábitos do universo offline que haviam sido deixados para trás, como ver TV ou cozinhar, entraram na moda novamente e voltaram com força total. É o que mostra o estudo realizado pela Squid, empresa líder em marketing de influência e comunidades do Brasil, que analisou as respostas de mais de 3500 entrevistados e mostra quais são as atividades que as pessoas retomaram em 2020.

Abaixo, a lista com as 6 atividades offline que foram realizadas com mais frequência durante a quarenta:

1. Assistindo mais TV (canais abertos e a cabo) (54%)

2. Passando mais tempo com a família (52%)

3. Cozinhando mais (49%)

4. Lendo mais livros (37%)

5. Utilizando o tempo para hobbies (23%)

6. Fazendo mais exercícios físicos (22%)

Tags, , , , ,